Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

José Cid procurou apoio do Ministério da Cultura para gravar um novo disco e terá recebido 50 mil euros do Estado para investir no novo trabalho, avança esta quinta-feira o Correio da Manhã. O músico diz que não teve trabalho no último ano devido à pandemia.

Segundo avança o mesmo jornal, o músico apresentou uma candidatura a um subsídio do Estado em março, com um orçamento de 78 mil euros, para avançar com a gravação de um novo álbum de rock sinfónico, “Vozes do Além”.

“Estive praticamente um ano parado sem trabalho por causa da pandemia e decidi procurar ajuda”, disse ao CM. Cid estaria a trabalhar neste disco desde o início dos anos 90, mas a falta de verbas impediu-o de lançar o trabalho mais cedo.

O músico refere que o dinheiro vai ser investido na conceção, gravação — que será analógica —, estúdio e grafismo e promoção do álbum, que tem data prevista de lançamento para setembro.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR