Um avião de passageiros russo, com 17 pessoas a bordo, desapareceu esta sexta-feira de manhã quando sobrevoava a Sibéria, conforme informação dos serviços de emergência à agência de notícias russa RIA Novosti. Horas depois, o gabinete do ministro das Situações de Emergência russo declarava que o avião tinha sido encontrado e que não havia vítimas mortais.

“Às 14h36, hora de Moscovo [12h36 de Lisboa], o local da aterragem forçada do avião foi encontrado”, segundo a mesma fonte citada pela RIA Novosti. ​

Entre as 17 pessoas estão quatro crianças e três elementos da tripulação, disseram os serviços de emergência a agência de notícias russa TASS. As pessoas serão retiradas do local de helicóptero.

O avião Antonov An-28 da Siberian Light Aviation deixou de ser detetado nos radares no distrito de Bakcharsky, na região de Tomsk. O voo fazia a ligação entre as cidades de Kedrovy e Tomsk.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta é a segunda situação, no espaço de duas semanas, em que um avião russo desaparece dos radares. O avião Antonov An-26 caiu perto do destino, Palana, na região de Kamchatka. Nenhum dos 22 passageiros e seis tripulantes sobreviveu.

A segurança na aviação russa melhorou nos últimos anos, ainda assim mantém-se alguns problemas sobretudo nas regiões mais remotas do país.

Atualizado às 13h39