Pedro Gouveia Alves vai ser candidato a presidente da associação mutualista Montepio Geral, que tem eleições marcadas para o final do ano, noticiou esta segunda-feira o jornal Eco. Em 2019, Pedro Alves foi escolhido por António Tomás Correia e por Carlos Tavares para a presidência executiva do Banco Montepio – acabando por desistir após o Observador noticiar que estava sob investigação por parte do Banco de Portugal. Agora, salta para o topo da lista que já integrava (como candidato a um dos lugares de administrador) após dúvidas manifestadas pelos supervisores (confirmadas pelo Observador) sobre o percurso empresarial de João do Passo Vicente Ribeiro, o homem que tinha sido escolhido por essa lista para o lugar de presidente do conselho de administração.

A notícia do jornal Eco foi, momentos depois, confirmada por comunicado enviado às redações onde se formaliza “a desvinculação por parte do candidato e cabeça de lista João Vicente Ribeiro que, por razões supervenientes de ordem pessoal, ficou indisponível para participar nas referidas eleições”. O Observador sabe que João do Passo Vicente Ribeiro, um homem pouco conhecido no universo da Mutualista Montepio, decidiu sair após ter sido colocado em questão parte do percurso do empresário que esteve no BPN com Miguel Cadilhe – porém, as dúvidas dos reguladores estão relacionadas com a ligação do empresário de 73 anos à Oi/Pharol.

Ex-jornalista Fernanda Freitas e ex-BPN (com Cadilhe) em lista para o Montepio

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.