802kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

José Avillez quer mostrar em Macau cozinha contemporânea nacional com o restaurante Mesa

Este artigo tem mais de 6 meses

Mesa by José Avillez é o novo espaço do chef em Macau, no The Karl Lagerfeld Hotel. Esta terça-feira foi também renovada a estrela Michelin do restaurante Tasca by José Avillez, no Dubai.

O restaurante Mesa by José Avillez, que abriu formalmente em Macau, é uma oportunidade para o chef português “tentar mostrar em mais um lugar” a cozinha contemporânea nacional, disse à Lusa. “Estou muito feliz com a abertura, foi um parto difícil por causa da Covid-19”, comentou José Avillez esta terça-feira à Lusa, notando que o restaurante, localizado no hotel The Karl Lagerfeld Macau, no Grand Lisboa Palace, “está preparado há bastante tempo”.

Macau, à semelhança da China continental, adotou a política ‘Covid zero’, impondo, ao longo de três anos, rigorosas restrições fronteiriças.

Avillez, que esteve duas vezes no território para preparar o projeto, embarcou na aventura “um bocadinho à descoberta” e com a intenção de “tentar mostrar em mais um lugar a cozinha contemporânea portuguesa”, embora admita que, “aos poucos, poderá ter uma influência mais local”.

“Mas eu preciso de ir mais vezes [a Macau] para entender melhor uma cozinha macaense que, de alguma maneira, está quase desaparecida ou vê-se em cada vez menos sítios, mas também algumas influências da cozinha cantonense”, apontou, revelando que vai regressar à região em junho.

Avillez é “o parceiro perfeito para o Mesa, que se esforça por promover Macau como uma Cidade Criativa da Gastronomia da UNESCO”, escreveu esta terça-feira num comunicado à imprensa o Grand Lisboa Palace, propriedade da Sociedade de Jogos de Macau, notando ainda que o interior do restaurante, projetado pelo designer Karl Lagerfeld, apresenta “uma mistura arrojada de design contemporâneo e inspiração oriental”.

Uma imagem do interior do restaurante Mesa

O The Karl Lagerfeld Macau Hotel tem abertura marcada para junho e morada no Grand Lisboa Palace. Conta com 271 quartos e suites, spa, ginásio e ainda uma sala de estar com o nome Book Lounge que é inspirada na biblioteca da sua casa em Paris, uma vez que o designer era um ávido leitor e colecionador de livros.

Este é o primeiro hotel desenhado por Karl Lagerfeld e batizado com o seu nome. O criativo, que morreu em fevereiro de 2019, tinha um leque de gostos e interesses que ia muito além do design de moda, a área que o tornou popular por ter estado ao leme da casa Chanel, mas também ter colaborado com outras marcas bem conhecidas como Fendi, Chloé, Balmain, Patou e a sua própria marca.

Uma estrela que continua a brilhar no Dubai

Esta terça-feira também o restaurante Tasca by José Avillez, no Dubai, renovou a estrela Michelin conquistada no ano passado.

A Michelin divulgou, numa cerimónia, os restaurantes distinguidos na edição de 2023 do Guia Dubai, entre os quais o Tasca by José Avillez, que manteve uma estrela Michelin (‘cozinha de grande nível, compensa parar’).

Inaugurado em 2019 no hotel Mandarin Oriental Jumeira, o Tasca é o primeiro restaurante fora de Portugal de José Avillez e foi, no ano passado, um dos nove distinguidos com uma estrela na primeira edição do Guia Michelin no Dubai.

Além da distinção no Dubai, José Avillez tem, na edição de 2023 do Guia Espanha e Portugal, duas estrelas no Belcanto (Lisboa) e uma no Encanto (Lisboa), que foi o primeiro restaurante vegetariano distinguido pela Michelin na Península Ibérica.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Há 4 anos recusámos 90.568€ em apoio do Estado.
Em 2024, ano em que celebramos 10 anos de Observador, continuamos a preferir o seu apoio.
Em novas assinaturas e donativos desde 16 de maio
Apoiar
Junte-se ao Presidente da República e às personalidades do Clube dos 52 para uma celebração do 10º aniversário do Observador.
Receba um convite para este evento exclusivo, ao assinar um ano por 99€.
Limitado aos primeiros 100 lugares
Assinar agora Ver programa