815kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Star Wash versus Star Wars. LucasFilm processa empresa de lavagem de carros chilena

Vídeos mostram trabalhadores vestidos de personagens de Star Wars, o que levou a LucasFilm a processar a Star Wash, empresa de lavagem de carros chilena, por infringir direitos de autor.

Em causa, estão vídeos dos trabalhadores vestidos de personagens da saga de filmes norte-americana
i

Matias Jara recebeu da produtora cinematográfica LucasFilm um processo a acusá-lo de copiar a saga

Getty Images

Matias Jara recebeu da produtora cinematográfica LucasFilm um processo a acusá-lo de copiar a saga

Getty Images

A Star Wash, uma empresa de lavagem de carros nos arredores de Santiago, capital do Chile, está a ser processada por plagiar a saga Star Wars, segundo o The Telegraph.

Os vídeos, partilhados nas redes sociais da empresa, mostram os trabalhadores vestidos como personagens da saga de filmes norte-americana, como por exemplo um dos vilões da saga, Darth Vader, a dar ordens a um stormtrooper, ou Chewbacca a polir o tablier de um carro, ou ainda Bobba Fett como Cassian Andor a pulverizarem carros com sujidade.

Matias Jara, de acordo com o escritório de advogados que representa a empresa chilena, embora estivesse a tratar do registo da marca com a autoridade de patentes do Chile, recebeu da produtora cinematográfica LucasFilm, a notificação de um processo a acusá-lo de infringir direitos de autor. “É claro que está a afetar-nos. Somos uma pequena empresa e estamos a gastar em coisas para as quais não tínhamos orçamento”, referiu o proprietário da empresa de lavagem. “Não fazemos filmes, nem vendemos os seus produtos, nem nada disso” referiu ainda o proprietário do negócio.

Os advogados afirmaram que os direitos de autor da LucasFilm não se estendem à limpeza de carros, nem é confundível, ainda que abranjam brinquedos, mobiliário e bebidas alcoólicas.

A produtora cinematográfica pretendia impedir o registo do nome e considerou que a marca Star Wars poderia ser associada pelas pessoas à empresa de lavagem de carros, de acordo com o mesmo escritório de advogados, que afirmou também que Matias Jara está a contestar a ação judicial. A LucasFilm não levantou problemas com os seus funcionários.

Star Wars: há 40 anos numa galáxia muito distante. E em Portugal?

Uma viagem a um parque temático da Disney nos Estados Unidos, com uma área dedicada a Star Wars, serviu de pretexto para que a filha de Matias Jara pensasse num jogo de palavras para a empresa de lavagem de carros.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos