814kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Bélgica vai enviar 30 caças F-16 até 2028 para a Ucrânia

Documento assinado entre Zelesnky e primeiro-ministro da Bélgica, Alexander de Croo, contempla o apoio da Bélgica à Ucrânia durante 10 anos e pelo menos 977 milhões de euros em ajuda militar.

epa10909833 F16 aircraft during the NATO Tiger Meet 2023 training at the Italian Air Force's Gioia del Colle military airport, Italy, 09 October 2023. The NATO Tiger Meet, one of the most important and complex international exercises, aims to refine and facilitate the sharing of training experiences between the Armed Forces of the Allied Countries. Approximately 70 fixed-wing and 10 rotary-wing aircraft from over 10 nations involved in defense and air interdiction missions, support for troops on the ground (Close Air Support – CAS) or search and recovery of personnel in hostile environments (Personnel Recovery – PR). In addition to the Air Force units, also Italian Navy vehicles were deployed in the exercise.  EPA/GIUSEPPE LAMI
i

Zelesnky anunciou ainda a decisão inédita da Bélgica de especificar o número exato de caças F-16 - 30 - que vão ser enviados para a Ucrânia até 2028

GIUSEPPE LAMI/EPA

Zelesnky anunciou ainda a decisão inédita da Bélgica de especificar o número exato de caças F-16 - 30 - que vão ser enviados para a Ucrânia até 2028

GIUSEPPE LAMI/EPA

Siga aqui o nosso liveblog sobre a guerra na Ucrânia 

A Bélgica vai disponibilizar à Ucrânia 30 caças F-16 até 2028, anunciou esta terça-feira o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, depois da assinatura de um acordo bilateral de segurança com o primeiro-ministro belga, Alexander De Croo.

Zelensky chega hoje a Portugal

“Hoje em Bruxelas, o primeiro-ministro, De Croo, e eu assinámos um acordo bilateral de segurança e apoio a longo prazo entre a Ucrânia e a Bélgica. O documento inclui pelo menos 977 milhões de euros em apoio militar da Bélgica este ano, assim como o compromisso da Bélgica de auxiliar o nosso país ao longo dos 10 anos do acordo”, escreveu Volodymyr Zelensky na rede social X (antigo Twitter), após ter sido recebido pelo chefe de governo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Presidente da Ucrânia também anunciou uma decisão inédita para a Bélgica: “Pela primeira vez, um acordo deste tipo especifica o número exato de caças F-16 – 30 – que vão ser enviados para a Ucrânia até 2028, e o primeiro chegará ainda este ano.”

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos