Popcorn & Oil

Uma versão inspirada num clássico (como todos os novos cocktails da carta). Nos Barbados nasceu o Corn n’Oil, bebida fresca com base de rum. Este é feito com rum El Dorado 12, uma espécie de xarope de lima (chamado “cordial”), casca de milho e óleo de côco. A acompanhar? Uma dose de pipocas. (11,50€)

Jorge Simão

Zeppelin Funk Punch

Se até hoje os Led Zeppelin e o vinho do Porto não tinham ligação evidente, isso tudo mudou com este aveludado cocktail. Tendo como base o gin William Chase GB Dry, a mistura ganha corpo com um vintage D’Alva, chá Earl Grey, buttermilk (tipo de laticínio), mirtilos e uma surpresa – tintura alucinogénea. (11,50€)

Jorge Simão

Expresso “WTF” Martini

“Parece uma sobremesa!” – É assim que Paulo Gomes descreve a bebida. Este cocktail tem como parte mais vistosa o waffle holandês, mas, a acompanhá-lo, há Kettle One Vodka, chá frio de cascara (bagas secas de café), cânhamo e lupulo de cacau. É uma boa opção para recarregar energias para o resto da noite. (12,50€)

Jorge Simão

Walking Dead

Sim, o nome deste cocktail é isnpirado na famosa série de mortos-vivos. A razão, explica Paulo, prende-se com o teor alcoólico da mistura – “só podemos beber dois, no máximo.” Leva rum Plantation “Zombie Smash Blend”, melaço de pêssego, Donn’s Zombie Mix e herbastura. É uma bebida tropical e aromática. (12,50€)

Jorge Simão

Velvety

Frescura, acidez e docura são as palavras que melhor descrevem este cocktail que leva vodka Absolut Elix, gin Beefeater 24, uma espécie de limoncello feito com cedro (tipo de citrino) e um orgeat – xarope feito com amêndoas e águas de rosa e laranja – de sésamo. (11,50€)

Jorge Simão

Las Chicas

Um pedaço de tropicalismo em estado líquido. O colorido cocktail de que se fala junta tequila Olmeca Altos Blancos, sumo de casca de ananás fermentada (Tepache), essência de flor genciana e lavanda. Termina com a espuma de uma cerveja IPA. Com 17% de teor alcoólico, é das bebidas menos fortes da carta. (10€)

Jorge Simão

French Kiss

Este aperitivo nasce de uma outra bebida que Paulo Gomes provou em Inglaterra, no bar Coupette. A original – que diz ter sido das melhores coisas que já provou – só tinha maçã e calvados (um brandy de maça). Esta leva gin Nouvaison, calvados Daron Vine, soda de tarte tatin, marmelo e cidra. (12,50€)