Os protestos em Cuba, que já são vistos como inéditos no país, têm enchido as redes sociais nos últimos dias. O autor de uma publicação viral de Facebook conta a história da sua visita ao país da América Central,  partilhando, ao mesmo tempo, uma fotografia de um suposto protesto massivo naquele país. Alcançou os 417 gostos. Trata-se, no entanto, de uma publicação falsa.

Publicação viral alega que fotografia pertence aos protestos de Cuba deste mês.

Ao fazer uma pesquisar pelo autor da fotografia, percebe-se que já foi anteriormente verificada por outros fact-checkers internacionais. E, sim, de facto, essa fotografia pode ser encontrada tanto na Getty Images como na Reuters Pictures. Só que foi tirada no dia 1 de maio de 2018, durante o Dia Internacional do Trabalhador — ou “May Day”, durante uma parada em Cuba. Essa foi a conclusão tanto do USA Today como da agência de notícias Reuters.

A fotografia foi tirada por Alejandro Ernesto da AFP. Essa manifestação ocorreu em Havana, na praça da Revolução, onde se viam bandeiras com a inscrição “Unidos pelo Socialismo” e se ouviam gritos de tributo ao falecido líder cubano Fidel Castro. Ou seja, os motivos são francamente diferentes daqueles que levaram milhares de cubanos a manifestar-se nos últimos dias. A manifestação da publicação original é de celebração — e de apoio à governação de Fidel Castro — e agora, esta segunda, é de protesto contra o executivo de Miguel Díaz-Canel, que sucedeu a Raul Castro, irmão do popular líder cubano.

Ou seja, e tal como garantido pela Reuters, esta imagem não pertence aos recentes protestos deste ano em Cuba. Este dia especial para os cubanos é o feriado mais importante para aquele povo, a seguir à tomada de poder por Fidel Castro, em 1959, que ocorreu no mês de janeiro. Pode encontrar mais informações sobre este feriado aqui mas também notícias sobre aquele dia, tal como descrito pela agência EFE. A fotografia viral pode também ser encontrada neste artigo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Tal como registado por vários órgãos de comunicação social, as manifestações desta última semana foram as maiores das últimas décadas. Milhares de pessoas saíram à rua, exigindo liberdade, comida e vacinas.

Conclusão

Não é verdade que uma fotografia viral publicada recentemente no Facebook demonstre os protestos dos últimos dias em Cuba. Essa imagem é, na verdade, de 2018 e refere-se ao Dia Internacional do Trabalhador naquele país. Foi tirada por um fotojornalista da AFP e depois repartilhada por vários órgãos de comunicação social internacional. Outros fact-checkers, como a agência Reuters ou o USA Today, também verificaram a publicação original e classificaram-na como falsa.

Assim, de acordo com o sistema de classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge