As imagens foram captadas em Boticas, no distrito de Vila Real. Mas o mesmo cenário foi avistado na Roménia, na Rússia, Alemanha, França, Suíça, Itália, Estados Unidos e em vários outros países. “Acabei de vê-las e pensei que seriam extraterrestres. É curioso a facilidade com que a nossa mente pensa nisso quando somos confrontados com o desconhecido”, lê-se num dos comentários às imagens que foram partilhadas nas redes sociais. Não eram aliens e as imagens não foram adulteradas: trata-se de um dos momentos em que a coluna de satélites da Starlink estiveram visíveis no céu noturno.

A Starlink é um projeto desenvolvido pela SpaceX, empresa do empreendedor Elon Musk, e tem como objetivo a instalação de um comboio de satélites que deverão, no futuro, permitir o acesso a internet em locais remotos do planeta, inclusive em Portugal). Anunciado em 2015, os primeiros satélites foram lançados em 2018, estando atualmente em órbita cerca de 1500 aparelhos (a expectativa de Musk é a de poder chegar aos 12 mil nos próximos anos).

No dia 4 de maio, dias antes de as imagens mais recentes começarem a ser partilhadas a partir de vários pontos do globo, a SpaceX tinha acabado de fazer um lançamento de 60 satélites. Depois disso, foram lançados outros 60 no dia 9 de maio e, até ao final do mês, prevê-se que mais 60 aparelhos sejam alinhados com a restante coluna.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os satélites são visíveis a partir da superfície da Terra quando a sua passagem sobre um determinado ponto ocorre horas antes do nascer do sol ou poucas horas após o pôr do sol. Sem a luz do sol no horizonte, os satélites funcionam como refletor dos raios solares no céu noturno, dando origem a imagens como as que têm sido partilhadas nos últimos dias.

Apesar dos vários “avistamentos” dos últimos anos, o fenómeno não deixa de apanhar desprevenidos muitos dos que são confrontados com o comboio de luzes noturnas. As dúvidas instalam-se entre quem assiste à passagem dos satélites — há quem fale em extraterrestres, que pense tratar-se de uma operação militar em curso e quem acredite estar a assistir a uma fenómeno astronómico único.

Nas redes sociais, surge a dúvida sobre a veracidade das imagens partilhadas. Mas elas são reais e resultam desse projeto de Elon Musk. De resto, é possível “encontrar a starlink” e saber em que datas a coluna de satélites estará mais visível em cada ponto do globo.

Conclusão

As imagens partilhadas nas redes sociais na última semana são reais e mostram a passagem dos satélites do projeto “Starlink” por vários pontos do globo.

Assim, segundo a escala de classificação do Observador, este conteúdo está:

CERTO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

VERDADEIRO: conteúdos que não contenham informações incorretas ou enganosas.

IFCN Badge