Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O BE, pela voz de Catarina Martins, reclama que o seu programa eleitoral é social democrata! Será verdade? Não, é uma mentira sem vergonha!

O programa de investimentos públicos é gigantesco, mas tal não é a sua pior característica. O mais complicado são as veladas ameaças de nacionalizações e de reestruturação da dívida pública. Tudo objetivos de extrema esquerda, vagamente, mal disfarçada.

Vejamos a entrevista ao Observador de Catarina Martins: «Vamos pensar na REN, que é o que interessa para o Bloco. O problema não é a capacidade de cada pessoa ter uma propriedade e que tem a ver com a sua vida, mas com o que é de todos, os bens comuns. E o que são bens comuns? São sectores estratégicos da economia, são monopólios naturais. (…) Quem se apropria de um bem comum está, de facto, a retirá-lo ao universo coletivo que o devia gerir.»

Mas há mais: A água, por exemplo, tem de ser um bem comum. Se for privatizada, é um roubo, porque significa que alguém, e já houve quem quisesse fazer isso em Portugal, vai ter um interesse económico na exploração de um bem comum que é não só um bem essencial à vida.[…]”

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.