Logo Observador
Mundo

Caçador furtivo mata Cécil, o leão mais famoso do Zimbabué

2.260

Cécil, o felino mais fotografado e acarinhado da reserva zimbabuense de Hwange, foi morto por um caçador furtivo, no início de julho.

O leão foi encontrado morto na reserva sem cabeça nem pele

Youtube

O maior felino de Zimbábue é agora um troféu de caça. Cécil, o felino mais fotografado e acarinhado da reserva zimbabuense de Hwange, foi morto por um caçador furtivo, no início de julho.

O leão foi encontrado morto na reserva sem cabeça nem pele, típico comportamento dos caçadores furtivos. A pele e a cabeça destes animais são muito valorizados no mercado. As autoridades calculam que alguém pagou 50.000 euros ao caçador para abater Cécil, cujo porte e beleza eram apreciadas por turistas de todo o mundo.

“Dispararam pela noite com um arco e flechas para não fazer ruído e esteve a noite inteira a sangrar até ser abatido pela manhã. Consideramos que Cécil foi alvo de caça furtiva”, disse ao jornal espanhol El Correo Luis e CJ Muñoz, colaboradores de várias ONG sulafricanas e espanholas que protegem felinos. Segundo o jornal espanhol El Confidencial, ainda não identificaram o caçador, mas já foi confirmado que se trata de um cidadão espanhol.

Até agora a investigação determinou que o animal foi persuadido a sair da reserva através de uma presa morta que foi usada para atrair o leão. Estes dados foram recolhidos devido a um GPS que a Universidade de Oxford colocara em Cécil para conhecer seus hábitos.

Aos 13 anos, Cécil já se havia convertido no maior felino da região do Zimbábue. Dotado de uma beleza (e juba) imponente, Cécil já tinha conquistado três leoas da manada e era pai de 7 leõezinhos.

As 7 crias deverão aliás ser sacrificadas, se se confirmar o comportamento típico dos leões em manada. O novo macho alfa terá que matar os filhos de Cécil para que as fêmeas estejam dispostas a procriar de novo.

Um final triste para um leão que, sem dúvida, se tornou num autêntico rei da reserva de Hwange.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Mundo

T2: Trump e Temer

João Marques de Almeida

Os líderes europeus, apesar da antipatia que sentem contra Trump, estão nervosos com a possibilidade de um impeachment nos Estados Unidos. Sabem que o processo poderia prejudicar a economia europeia.