Logo Observador
Segurança

Euro NCAP testa mais seis. E nem todos brilharam

Audi Q5, Land Rover Discovery, Toyota CH-R, Citroën C3, Fiat 500 e Ford Ka+ participaram na última ronda de testes do Euro NCAP, obtendo entre 5 e 3 estrelas. Saiba quais os mais e os menos seguros.

Foram seis os modelos eleitos para participar na mais recente ronda de testes de segurança levada a cabo pelo Euro NCAP: Audi Q5, Land Rover Discovery, Toyota CH-R, Citroën C3, Fiat 500 e Ford Ka+. Os três primeiros mereceram a classificação máxima de cinco estrelas, o utilitário não foi além das quatro, os representantes italiano e “americano” (embora produzido na Europa) ficaram-se pelas três.

Passam com distinção

Audi Q5

Toyota CH-R

No comentário a esta bateria de crash tests, o consórcio destaca o facto de Audi e Toyota terem alcançado um resultado muito positivo em todas as áreas avaliadas. Ao mesmo tempo que deixa um reparo ao desempenho do Land Rover, também merecedor de cinco estrelas, mas acabando por revelar alguns problemas: no teste de embate frontal descentrado, o airbag do condutor não insuflou devidamente, devido à pouca pressão, e no embate lateral a porta do condutor acabou por soltar-se. O que mereceu o seguinte comentário por parte do secretário-geral do Euro NCAP, Michiel van Ratingen:

A Jaguar Land Rover tem um ambicioso programa de lançamento de novos modelos para os próximos anos. Esperamos que esta ambiciosa agenda e os curtos períodos de desenvolvimento não comprometam a segurança oferecida pelos veículos, e que levem em linha de conta os nossos resultados.”

Land Rover Discovery

Bonito, seguro e barato? Era bom…

Quanto aos modelos menos bem classificados, o Euro NCAP salienta que, de forma a proporem automóveis atraentes e, ainda assim, capazes de praticar preços acessíveis, os construtores são, não raro, tentados a cortar no equipamento de segurança. Terá sido esse o caso do 500 e do Ka+, desprovidos de pré-tensores e de limitadores de esforço nos cintos de segurança traseiros.

Fiat 500

No teste de embate frontal, o 500 revelou uma reduzida protecção do condutor e do passageiro traseiro, o Ka+ pecou pela insuficiente protecção conferida ao peito dos ocupantes dos bancos dianteiros. Ambos os modelos carecem, ainda, da travagem autónoma de emergência, hoje já presente em cerca de metade dos novos modelos lançados no mercado.

Ford Ka+

Já o C3, esteve muito perto de obter a classificação máxima de cinco estrelas, e só não o conseguiu devido ao resultado obtido na protecção dos peões.

Citroën C3

Relativamente a estes três modelos, Michiel van Ratingen decidiu destacar a antiguidade do projecto do 500, que o recente restyling de que foi alvo já não consegue esconder; que a Ford gorou as elevadas expectativas criadas para o segmento dos utilitários, ao lançar um modelo totalmente novo com uma performance medíocre em termos de segurança; e que o C3 prova que um resultado de respeito também pode ser alcançado por um utilitário.

Conheça em pormenor os resultados alcançados pelos seis modelos:

Classificação global Protecção adultos Protecção crianças Protecção peões Sistemas ajuda à condução
Audi Q5 ***** 93% 86% 73% 58%
Toyota CH-R ***** 95% 77% 76% 78%
Land Rover Discovery ***** 90% 80% 75% 73%
Citroën C3 **** 88% 83% 59% 58%
Fiat 500 *** 66% 49% 53% 27%
Ford Ka+ *** 73% 61% 57% 29%

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt