Logo Observador
Celebridades

Mais um roubo milionário no clã Kardashian, desta vez a Kendall Jenner

Depois do assalto milionário à socialite Kim Kardashian, segue-se outro na família. Desta vez o alvo foi a modelo Kendall Jenner, que ficou com menos 200 mil dólares em jóias.

Logo após o aviso, a polícia chegou ao local e não encontrou nenhum suspeito

Getty Images

Depois da polémica com o roubo milionário de jóias da socialite Kim Kardashian, outro membro da família foi agora vítima de furto. Desta vez foi a modelo da Victoria’s Secret, Kendall Jenner, meia-irmã de Kim e de Kourtney Kardashian que ficou com menos 200 mil dólares (cerca de 185 mil euros) em jóias.

Kim Kardashian assaltada. Levaram-lhe jóias no valor de 10 milhões de euros

De acordo com o site TMZ, a polícia recebeu na passada quinta-feira uma chamada de alerta para o desaparecimento de 200 mil dólares em jóias na casa de Kendall Jenner, em Los Angeles. A modelo estaria numa festa durante o furto e já estaria ausente de casa há várias horas. Só depois da meia-noite é que a socialite regressou e se apercebeu de que a sua caixa de jóias estava aberta, alertando de seguida as autoridades, por volta da 1h00 da manhã.

Logo após o aviso, a polícia chegou ao local e não encontrou nenhum suspeito. Além disso não havia qualquer tipo de evidências de que a porta tivesse sido forçada, o que sugere que o roubo foi protagonizado por alguém que conhecia bem o local. Segundo reporta o El Español, o alarme da casa tinha disparado horas antes, mas Kendall Jenner não foi verificar do que se tratava.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
iPhone

Quem disse que apontar o dedo é feio?

Pedro Aniceto

Em 2007 Steve Jobs desdisse toda a gente e matou, com um só golpe, a indústria de canetas de plástico. E alguns egos, demonstrando que a indústria de paradigmas é um mercado instável que pode ferver.

Fogo de Pedrógão Grande

“Para inglês ver”

Paulo Tunhas

Quando toda a energia do Governo é em última análise canalizada para a manutenção do seu apoio, é fatal que o Estado se degrade e a pouco e pouco, se fragmente, se transforme em algo para inglês ver.