Forbes

Forbes. Portugueses valem 8 mil milhões no clube dos mais ricos

125

Américo Amorim (que mantém a liderança), Alexandre Soares dos Santos e Belmiro de Azevedo são os três nomes portugueses da lista.

JOSÉ COELHO/LUSA

Apesar de ver a sua fortuna emagrecer, Américo Amorim — com os seus mais de 4 mil milhões de euros — continua a ser o português mais rico, de acordo com a lista dos mais ricos do mundo, divulgada esta segunda-feira pela revista Forbes. Alexandre Soares dos Santos e Belmiro de Azevedo ocupam os segundo e terceiro lugares. Donald Trump também aparece na lista: o presidente dos EUA perdeu terreno na corrida mundial das maiores fortunas.

Na lista global, Américo Amorim surge no 385º lugar. Muitas posições abaixo, Alexandre Soares dos Santos (com uma fortuna avaliada em 2,5 mil milhões de euros), está na 745ª posição. Belmiro de Azevedo, o último português, tem um património de 1,4 mil milhões de euros e está na 1376ª posição.

Pelo meio dos nomes habituais surge um alegado português que atiraria Belmiro para a quarta posição. Chama-se Demetrio Carceller Coll e, diz a Forbes, “vive alegadamente entre Londres e Portugal”, apesar de o El Mundo colocar o empresário do setor dos combustíveis e da cerveja entre Salamanca (no inverno) e Galapagar, perto de Madrid (nos meses de verão). Tem em seu nome património avaliado em cerca de 2,1 mil milhões de euros. A fortuna é do pai mas, neste momento, é o filho, Demetrio Carceller Arce, quem gere os negócios.

O clube dos bilionários da Forbes tem 233 novos membros. Donald Trump é um dos empresários que viu a sua fortuna cair mil milhões de dólares. Está no lugar número 544 dos mais ricos.

No topo da tabela, nada de novo: Bill Gates, dono da tecnológica Microsoft, viu o seu património engordar e mantém-se agarrado à liderança dos mais ricos. Com 86 mil milhões de euros, tem uma margem de cerca de 13 mil milhões face à concorrência direta de Warren Buffet, dono da gigante Berkshire Hathaway, com interesses variados e que abarcam as áreas de seguros, finanças, construção, vestuário, entre outros. Jeff Bezos, dono da Amazon, fecha o pódio, inteiramente representando por norte-americanos, com perto de 70 mil milhões de euros de riqueza acumulada.

No capítulo “género” é preciso descer ao 14º lugar para encontrar a mulher mais rica do mundo. Liliane Bettencourt, a senhora L’Oreal, com os seus 37 mil milhões, é, ainda assim, a segunda figura francesa do ranking (Bernard Arnaud, dono de um conjunto de empresas que comercializam produtos de luxo, surge primeiro).

Alexandra Andresen, investidora, tem apenas 20 anos mas já soma uma fortuna de cerca de mil milhões de euros. A norueguesa é, por isso, a milionária mais jovem do mundo. Não se trata, no entanto, de um estreia. O título foi “conquistado” o ano passado, quando Andresen herdou o património do pai.

No extremo oposto, David Rockefeller, sir, empresário do setor imobiliário e investidor, tem 101 anos e é o mais velho milionário. O norte-americano é seguido de perto por Maria Franca Fissolo, italiana dona Nutella. Tem 99 anos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: prainho@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site