Câmara Municipal Lisboa

A entrevista a Teresa Leal Coelho em 25 tweets

305

Se for eleita para Lisboa, a candidata do PSD promete um IMI de 0%, quer concessionar a Carris a privados e apostar na habitação social. Se perder, Passos não deve ser beliscado.

O objetivo é vencer as eleições de outubro. Se isso não acontecer, só quer chegar ao fim da corrida com motivos de “orgulho” na campanha que fez. Mas garante que, mesmo com a derrota, a liderança do PSD não vai sofrer qualquer abanão. Concede que Fernando Medina conseguiu tornar a capital “mais bonita”, sublinhando que o preço a pagar — mais trânsito na cidade — foi caro demais. Foi apresentada como candidata depois de muitos nomes terem sido falados publicamente. “Especulação”, garante. A entrevista de quase uma hora está também aqui, reunida em 26 tweets.

Sobre as expetativas para a candidatura à Câmara Municipal de Lisboa

Sobre a leitura do resultado nas eleições autárquicas

Sobre o processo de escolha de candidato do PSD

Sobre a ausência, enquanto vereadora, nas reuniões de câmara

Sobre o projeto que tem para a capital

Sobre o trabalho de Fernando Medina na câmara de Lisboa

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Universidades

Injustiça, iniquidade, inânia, e interior

António Fidalgo

Lisboa não é zona de convergência, mas acaba de receber, efectivamente, mais dinheiro de fundos comunitários que qualquer zona do Interior. Iniquidade é o que é. Chamem-se os bois pelos nomes.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site