Logo Observador
OCDE

Desemprego na OCDE baixa para 6% e Portugal recua para a 5ª posição

O desemprego no conjunto dos países que integram a OCDE diminuiu uma décima, para 6%, em março, com Portugal a baixar para o quinto lugar na lista dos países com mais desemprego.

Em Portugal, a taxa de desemprego entre os jovens desceu também de 24,3% de fevereiro para 23,3% de março.

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O desemprego no conjunto dos países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) diminuiu uma décima para 6% em março, com Portugal a baixar para o quinto lugar na lista dos países com mais desemprego.

De acordo com os dados hoje divulgados pela OCDE, nos 35 países membros havia 37,5 milhões de desempregados em março, ainda mais 4,9 milhões do que antes de se fazerem sentir os efeitos da crise, em abril de 2008. Do total de desempregados na OCDE, 504 mil dizem respeito a Portugal, onde a taxa de desemprego passou de 9,9% registados em fevereiro para 9,8% em março.

A Grécia (com 23,5% em janeiro, último dado disponível) permanece como o país da OCDE onde o desemprego é mais elevado, seguido de Espanha (18,2%), Itália (11,7%) e França (10,1%) França ultrapassou assim no mês de março Portugal, que com uma taxa de desemprego de 9,8%, ocupa agora a quinta posição entre os países da OCDE com taxas de desemprego mais elevadas.

Na zona euro, o desemprego manteve-se nos 9,5%. A taxa de desemprego jovem (entre os 15 e os 24 anos) caiu na média dos países da OCDE em março para 12,1%, de 12,3% de fevereiro. Em Portugal, a taxa de desemprego entre os jovens desceu também de 24,3% de fevereiro para 23,3% de março.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt