Passadeira Vermelha

Globos de Ouro 2017: da elegância à ousadia na passadeira vermelha

428

O Coliseu dos Recreios voltou, este domingo à noite, a ser o palco da passadeira vermelha dos Globos de Ouro. A XXII cerimónia honrou o talento português com vestidos longos e decotes acentuados.

Globos de Ouro há muitos mas, como os portugueses, nenhuns. Este domingo à noite, o Coliseu dos Recreios, em Lisboa, abriu uma vez mais as portas para receber a XXI Gala da SIC/Caras e homenagear o melhor que se fez em Portugal no ano de 2016. A par dos prémios de cinema, televisão, teatro, música, desporto e moda, a elegância da passadeira vermelha 100% portuguesa deixaria Hollywood com dor de cotovelo. Às 19h30 em ponto, começaram a chegar as caras conhecidas do público português em vestidos longos e decotes acentuados q.b.. A sofisticação suprema culminou em coordenados ousados — ora em tons claros, ora em cores sóbrias.

A atriz Cláudia Vieira foi uma das figuras públicas que roubou as atenções num vestido rosa bebé Stella McCartney, escolhido a dedo pela stylist Gabriela Pinheiro. Já Andreia Rodrigues — eleita uma das mais bem vestidas do ano passado — não desiludiu num irreprensível Pronovias que brilhou mais do que a própria estatueta. Também de preto, Sara Matos (em Elie Saab), Mariama Barbosa e Liliana Campos (ambas em Carlos Gil) estão entre as mais elegantes. À lista junta-se ainda Carolina Loureiro num transparente Micaela Oliveira que foi desenhado ao pormenor para as curvas da apresentadora.

No masculino, destacou-se o apresentador Cláudio Ramos (vestido por Luís Carvalho), o digital influencer Luis Borges (fato e camisa da marca H&M e The Kooples) e o modelo Fábio Tavares com um smoking e laço de fazer inveja.

A caminho da moda, Marianne Bittencourt (candidata ao prémio de melhor modelo feminina) vestiu um Carolina Herrera, em tons de azul e sem costas, com a ajuda do stylist Daniel Baptista Ribeiro.

Quanto aos restantes prémios, a atriz Beatriz Frazão (Televisão) foi considerada a revelação de 2017. No cinema, Cartas da Guerra (Ivo M. Ferreira) venceu o prémio de melhor filme nacional.

Para celebrar o talento português no teatro, Música (encenação de Luís Miguel Cintra) venceu o Globo de Ouro de melhor prémio/espetáculo.

Em fotogaleria, reunimos os conjuntos dos famosos que pisaram a elegância suprema da passadeira vermelha dos Globos de Ouro.

Texto de Sílvia Silva, fotografia de André Marques.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site