Petróleo

Produção de petróleo volta a subir em julho, apesar de acordo para reduzir

A produção de petróleo voltou a subir em julho, apesar do acordo em reduzir a sua produção e oferta de mercado. Por dia produziram-se 32,86 milhões de barris, mais 0,5% que no mês anterior.

SERGEY DOLZHENKO/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A produção da OPEP voltou a subir em julho, apesar da estratégia oficial para cortar a produção de petróleo e reduzir a oferta no mercado, informou a Organização dos Países Exportadores de Petróleo esta quinta-feira. Os 14 membros da OPEP produziram 32,86 milhões de barris por dia, mais 0,5% que no mês anterior, segundo os dados do relatório mensal divulgado em Viena.

A produção da OPEP está há quase quatro meses em alta e aproxima-se dos 33 milhões de barris diários de dezembro passado, salientou. Nessa altura, os países-membros da OPEP e outros grandes produtores não pertencentes à organização chegaram a um acordo para cortar a produção em 1,8 milhões de barris por dia, compromisso que foi renovado em maio passado.

A Líbia e a Nigéria, que ficaram de fora do acordo que previa o corte do crude devido a problemas de produção por que passavam estes países, foram os membros da OPEP onde a produção mais cresceu, além da Arábia Saudita. O Iraque, Angola e a Venezuela foram os países em que a produção de crude mais caiu no mês de julho.

Segundo a OPEP, o desequilíbrio entre a oferta e a procura tem-se reduzido ao longo deste ano e no segundo trimestre de 2017 o excesso e produção cifrou-se em 390.000 barris de petróleo. Contudo, o volume de crude armazenado nos países mais desenvolvidos, e que mais consomem, continua a ser muito elevado e cifrava-se em 3.033 milhões de barris, ou seja, 252 milhões de barris acima da média dos últimos cinco anos.

Para 2018, a OPEP espera uma subida da procura de crude em 1,32%, para 97,77 milhões de barris por dia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site