Terrorismo

Finlândia enfrenta o seu primeiro ataque terrorista

380

A polícia finlandesa está a tratar o ataque da passada sexta-feira um Turku como um provável ataque terrorista. As autoridades crêem que o suspeito escolheu mulheres como alvos.

Homenagem na praça Puutori, onde morreram duas pessoas esfaqueadas esta sexta-feira

MARKKU OJALA/EPA

“A Finlândia não é um paraíso isolado”, declarou o primeiro-ministro finlandês, Juha Sipila (Partido do Centro), numa conferência de imprensa sobre o ataque que ocorreu em Turku na sexta-feira, e que as autoridades finlandesas estão a tratar como um ataque terrorista. O responsável pelos serviços de informação da Finlândia, Antti Pelttari, confirmou isso mesmo este sábado: “Pela primeira vez, suspeitamos que ocorreu um ataque terrorista na Finlândia.”

O alerta foi dado pelas 16h (hora local) na sexta-feira, quando um homem armado com uma faca atacou pessoas na Praça Puutori. As autoridades finlandesas confirmaram que duas finlandesas morreram e que outras oito pessoas ficaram feridas, entre elas cidadãos de origem britânica, sueca e italiana. As vítimas teriam idades compreendidas entre os 15 e os 67 anos. Um dos feridos já teve alta e outros quatros poderão também sair do hospital este sábado. Os outros três têm uma situação mais reservada.

De acordo com a BBC, Crista Granroth, do Gabinete Nacional de Investigação, declarou que o atacante parece ter escolhido atacar deliberadamente mulheres: “Parece que o suspeito escolheu as mulheres como alvo, já que os homens que ficaram feridos só se magoaram porque estavam a tentar ajudar.”

Suspeito marroquino terá chegado ao país no ano passado

A polícia finlandesa atingiu a tiro o atacante, que se mantém hospitalizado com um ferimento numa perna. Quatro outros suspeitos foram detidos durante a noite e estão a ser interrogados este sábado. Para além disso, foi ainda emitido um mandato de captura para um quinto suspeito de nacionalidade marroquina.

O suspeito principal é um marroquino de 18 anos. De acordo com a polícia finlandesa, o jovem terá chegado à Finlândia no início de 2016 e estava “envolvido num processo de pedido de asilo”, segundo informação citada pela televisão estatal YLE. Para já, não são conhecidas mais informações sobre o atacante, nem é certo se o ataque em Turku está relacionado com os atentados na Catalunha.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: cbruno@observador.pt
Autárquicas 2017

As eleições de André Ventura

Rui Ramos

Não há no que André Ventura afirmou qualquer vestígio de “racismo” ou “xenofobia”. Mas este Verão, a nossa oligarquia política precisava de inventar um Trump de palha, desse por onde desse.  

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site