Terrorismo

Duplo atentado no Iraque faz pelo menos 50 mortos e 87 feridos

O duplo atentado à cidade de Nassiriyah, no Iraque, fez 50 mortos e feriu 87 pessoas. Vários feridos estão em estado crítico. O ataque foi reivindicado pelo Estado Islâmico.

O Iraque vive quase diariamente ataques reivindicados ou atribuídos ao Estado Islâmico

ALI ABBAS/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou esta quinta-feira o duplo atentado na cidade iraquiana de Nassiriyah (sul) que, segundo o mais recente balanço, fez pelo menos 50 mortos, anunciou o órgão de propaganda do EI. O EI diz que o ataque foi realizado por vários suicidas.

“O balanço é agora de 50 mortos e 87 feridos” e “poderá ainda aumentar porque alguns dos feridos estão em estado crítico”, disse o adjunto do diretor-geral da Saúde da província de Zi Qar, Abdel Hussein al-Jabri, citado pela agência France-Presse.

O primeiro ataque — com fogo de armas automáticas – ocorreu num restaurante numa autoestrada à saída de Nassiriyah, dissera antes o diretor-geral de Saúde da província de Zi Qar, Jassem al-Khalidi. O segundo, um atentado à bomba com um carro armadilhado, visou um ponto de controlo de segurança na mesma autoestrada, especificou um porta-voz do Ministério do Interior iraquiano, Saad Maan. Esta via é regularmente usada por peregrinos e viajantes provenientes do vizinho Irão, que se dirigem para cidades santas iraquianas de Najaf e Kerbala, mais a norte.

O Iraque vive quase diariamente ataques reivindicados ou atribuídos ao EI, mas a província de Zi Qar tem sido relativamente poupada, havendo registo de poucos ataques com esta envergadura.

A confirmar-se o novo balanço de 50 mortos, trata-se do mais mortífero ataque terrorista no Iraque desde que as forças governamentais iraquianas retomaram completamente o controlo de Mossul, no norte do país, no passado mês de julho.

A 28 de agosto, 11 pessoas morreram e 26 outras ficaram feridas num atentado com um carro armadilhado – reivindicado pelo grupo Estado Islâmico – nas proximidades do mercado grossista de Jamila, no distrito xiita de Sadr City, no leste de Bagdad.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Alemanha

OMG: NICHT JETZT! (sim, é alemão)

Paulo de Almeida Sande

A nova fraqueza alemã não é boa para ninguém, numa Europa ameaçada pela globalização, imigração ilegal, pressão dos refugiados. Esta não é mesmo a melhor altura para uma crise, não lhes parece?

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site