Óscares

E os nomeados para os Óscares de 2018 são…

528

Já se conhecem os candidatos aos Óscares 2018. "The Shape of Water" (em português, "A Forma da Água"), do realizador Guillermo del Toro, lidera com 13 nomeações.

2018 é definitivamente o ano de Guillermo del Toro. O realizador, que arrecadou o maior número de nomeações para os Globos de Ouro, ficou na linha da frente nos Critics’ Choice Awards, os prémios atribuídos pelos críticos de cinema dos Estados, e é um dos favoritos aos BAFTA britânicos. E agora é também um dos principais candidatos à corrida aos Óscares. Ao todo, “The Shape of Water”, o novo filme do realizador mexicano, está nomeado para 13 categorias, onde se incluem a de “Melhor Atriz”, “Melhor Filme” e “Melhor Realizador”, anunciaram esta terça-feira os Tiffany Haddis e Andy Serkis, responsáveis pelo anúncio dos canditados de 2018. “La La Land”, o grande vencedor da edição de 2017, teve 14 nomeações.

Mas números são apenas números, e isto não significa que del Toro leve para casa o Óscar de “Melhor Filme” no dia 4 de março. Nos Globos de Ouro, “The Shape of Water” — que conta a história uma empregada de limpeza solitária que trabalha num laboratório secreto do Governo norte-americano, em Baltimore, que desenvolve uma relação estreita e especial com uma criatura anfíbia, da América do Sul, que vive num tanque de água — arrecadou apenas dois prémios, nas categorias de “Melhor Realizador” e “Melhor Banda Sonora”.

[Veja no vídeo 10 segundos de cada um dos 9 nomeados para melhor filme]

Tal como aconteceu com os galardões atribuídos anualmente pela Hollywood Foreign Press Association, o principal candidato aos Óscares parece ser “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri”, com Frances McDormand, a liderar as apostas para “Melhor Atriz” (a Meryl Streep que se cuide). No total, o filme realizado por Martin McDonagh recebeu oito nomeações, o mesmo número que “Dunkirk”, de Christopher Nolan, com Fionn Whitehead no papel principal. Na categoria de “Melhor Ator”, espera-se que o vencedor seja Gary Oldman, recentemente galardoado com um SAG Award pela sua interpretação de Winston Churchill em “Darkest Hour” em “The Darkest Hour”. Apesar de já ter sido nomeado várias vezes, Oldman nunca ganhou um Óscar. Talvez seja desta.

Melhor Filme

  • “Call Me by Your Name” (“Chama-me pelo teu Nome”)
  • “Darkest Hour” (“A Hora Mais Negra”)
  • “Dunkirk”
  • “Get Out” (“Foge”)
  • “Lady Bird” (“Lady Bird — A Hora de Voar”)
  • “Phantom Thread” (“Linha Fantasma”)
  • “The Post” (“The Post — A Guerra Secreta”)
  • “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)

Melhor Ator

  • Timothée Chalamet, em “Call Me by Your Name” (“Chama-me pelo teu Nome”)
  • Daniel Day-Lewis, em “Phantom Thread” (“Linha Fantasma”)
  • Daniel Kaluuya, em “Get Out” (“Foge”)
  • Gary Oldman, em “Darkest Hour” (“A Hora Mais Negra”)
  • Denzel Washington, em “Roman J. Israel Esq.”

Melhor Atriz

  • Sally Hawkins, em “The Shape of Water (“A Forma da Água”)
  • Frances McDormand, em “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)
  • Margot Robbie, em “I, Tonya” (“Eu, Tonya”)
  • Saoirse Ronan, em “Lady Bird” (“Lady Bird — A Hora de Voar”)
  • Meryl Streep, em “The Post” (“The Post — A Guerra Secreta”)

Melhor Ator Secundário

  • Willem Dafoe, em “The Florida Project” (“Projeto Flórida”)
  • Woody Harrelson, em “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)
  • Richard Jenkins, em “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • Christopher Plummer, em “All the Money in the World” (“Todo o Dinheiro do Mundo”)
  • Sam Rockwell, em “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)

Melhor Atriz Secundária

  • Mary J. Blige, em “Mudbound” (“Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi”)
  • Allison Janney, em “I, Tonya” (“Eu, Tonya”)
  • Lesley Manville, em “Phantom Thread” (“Linha Fantasma”)
  • Laurie Metcalf, em “Lady Bird” (“Lady Bird — A Hora de Voar”)
  • Octavia Spencer, em “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)

Melhor Realizador

  • Christopher Nolan, “Dunkirk”
  • Jordan Peele, “Get Out” (“Foge”)
  • Greta Gerwig “Lady Bird” (“Lady Bird — A Hora de Voar”)
  • Paul Thomas Anderson, “Phantom Thread” (“Linha Fantasma”)
  • Guillermo del Toro, “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)

Melhor Filme de Animação

  • “Loving Vincent” (“A Paixão de Van Gogh”)
  • “Coco”
  • “The Boss Baby”
  • “The Breadwinner”
  • “Ferdinand”

Melhor Curta de Animação

  • “Dear Basketball”
  • “Garden Party”
  • “Lou”
  • “Negtaive Space”
  • “Revolvting Rhymes”

Melhor Curta-Metragem

  • “Dekalb Elementary”
  • “The Eleven O’Clock”
  • “My Nephew Emmett”
  • “The Silent Child”
  • “Watu Wote/All of Us”

Melhor Documentário

  • “Abacus: Small Enough To Jail”
  • “Faces Places”
  • “Icarus”
  • “Last Men In Aleppo”
  • “Strong Island”

Melhor Curta Documental

  • “Edith+Eddie”
  • “Heaven is a Traffic Jam on the 405”
  • “Heroin(e)
  • “Knife Kills”
  • “Traffic Stop

Melhor Montagem

  • “Baby Driver” (“Baby Driver: Alta Velocidade”)
  • “Dunkirk”
  • “I, Tonya” (“Eu, Tonya”)
  • “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)

Melhor Filme Estrangeiro

  • “A Fantastic Woman” (Chile)
  • “The Insult” (Líbano)
  • “Loveless” (Rússia)
  • “On Body And Soul” (Hungria)
  • “The Square” (Suécia)

Melhor Fotografia

  • “Blade Runner 2049”
  • “DarkestHour” (“A Hora Mais Negra”)
  • “Dunkirk”
  • “Mudboud”
  • “The Shape ofWater”

Melhor Guarda-Roupa

  • “Beauty and the Beast” (“A Bela e o Monstro”)
  • “DarkestHour” (“A Hora Mais Negra”)
  • “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • “Phanton Thread” (“Linha Fantasma”)
  • “Victoria & Abdul”

Melhor Caracterização

  • Kazuhiro Tsuji, David Malinowski e Lucy Sibbick,”Darkest Hour” (“A Hora Mais Negra”)
  • Daniel Phillips e Lou Sheppard, “Victoria & Abdul”
  • Arjen Tuiten, “Wonder”

Melhor Banda Sonora

  • “Dunkirk”
  • “Phantom Thread” (“Linha Fantasma”)
  • “The Shape of Water” (“A Hora Mais Negra”)
  • “Star Wars: The Last Jedi” (“Star Wars: Os Últimos Jedi”)
  • “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (“Três Cartazes à Beira da Estrada”)

Melhor Canção Original

  • “Mighty “River” (Raphael Saadiq), do filme “Mudbound” (“Mudbound — Lágrimas Sobre o Mississipi”)
  • “Mistery of Love” (Sufjan Stevens), do filme “Call Me by Your Name”
  • “Remember Me” (Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez), do filme “Coco”
  • “Stand Up For Something” (Diane Warren, Lonnie R. Lynn e Diane Warren), do filme “Marshall”
  • “This is Me” (Benj Pasek e Justin Paul), do filme “The Greatest Showman” (“O Grande Showman”)

Melhor Direção de Arte

  • “Beauty and the Beast” (“A Bela e o Monstro”)
  • “Blade Runner 2049
  • “DarkestHour” (“A Hora Mais Negra”)
  • “Dunkirk”
  • “The Shape ofWater” (“A Forma da Água”)

Melhor Edição Sonora

  • “Baby Driver” (“Baby Driver: Alta Velocidade”)
  • “Blade Runner 2049″
  • “Dunkirk”
  • “The Shape of Water” (“A Forma da Água”)
  • “Star Wars: The Last Jedi” (“Star Wars: Os Últimos Jedi”)

Melhor Mistura de Som

  • “Baby Driver” (“Baby Driver: Alta Velocidade”)
  • “BladeRunner 2049″
  • “Dunkirk”
  • “The Shape ofWater” (“A Forma da Água”)
  • “StarWars: TheLastJedi” (“Star Wars: Os Últimos Jedi”)

Melhores Efeitos Visuais

  • “Blade Runner 2049”
  • “Guardians of the Galaxy Vol. 2” (“Guardiões da Galáxia Vol. 2”)
  • “Kong: Skull Island” (“Kong: A Ilha da Caveira”)
  • “Star Wars: The Last Jedi” (“Star Wars: Os Últimos Jedi”)
  • “War for the Planet of Apes” (“Planeta dos Macacos: A Guerra”)

Melhor Argumento Original

  • “The Big Sick” (Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani)
  • “Get Out” (Jordan Peele)
  • “Lady Bird” (Greta Gerwig)
  • “The Shape of Water”(Guillermo del Toro e Vanessa Taylor)
  • “Three Billboards Outside Ebbing, Missouri” (Martin McDonagh)

Melhor Argumento Adaptado

  • “Call Me By Your Name” (James Ivory)
  • “The Disaster Artist” (Scott Neustadter e Michael H. Weber)
  • “Logan” (Scott Frank, James Mangold e Michael Green)
  • “Molly’s Game” (Aaron Sorkin)
  • “Mudbound” (Virgil Williams e Dee Rees)

A 90ª cerimónia dos Óscares irá decorrer a 4 de março no Dolby Theatre, em Hollywood. A entrega de prémios será novamente apresentada por Jimmy Kimmel que, depois do fiasco da troca de envelopes durante o anúncio do “Melhor Filme”, já prometeu que a cerimónia de 2018 será ainda mais inesquecível. “Se pensam que estragámos o final [em 2017], esperem para ver o que planeámos para a cerimónia do 90.º aniversário!”, disse, citado pela IndieWire.

Apesar de ter sido inicialmente atribuído a “La La Land”, o galardão de “Melhor Filme” acabou por ser entregue a “Moonlight”. Contudo, foi o musical realizado por Damien Chazelle que saiu vencedor: a protagonista, Ema Stone, recebeu o Óscar de “Melhor Atriz” e Chazelle foi considerado o “Melhor Realizador”. O Óscar de “Melhor Ator” foi para Casey Affleck, pela interpretação em “Manchester by the Sea”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
Eutanásia

Eutanásia: uma falsa compaixão

João Muñoz de Oliveira

Todos sabemos que a vida não nos pertence por completo: foi-nos dada pelos nossos pais como um dom, pelo que não temos domínio absoluto sobre ela. E este ponto reforça os argumentos contra a eutanásia

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site