Logo Observador

Explicador

A NOS e os jogos do Benfica. Como vai ser agora?

03 Dezembro 2015240
Diogo Pombo

O Benfica vai mesmo receber 40 milhões de euros por ano?

Pergunta 1 de 7

Não necessariamente, pelo menos confiando na informação comunicada à Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM). O documento enviado pela NOS revela que o contrato tem “uma duração inicial de três anos”. Como tal, o acordo vigorará de 2016/17 até ao final da temporada 2018/19. Mas o negócio prevê que o vínculo “pode ser renovado por qualquer uma das partes até perfazer um total de 10 épocas desportivas” — logo, poderá durar até 2026/27.

O contrato tem “uma contrapartida financeira global” de 400 milhões de euros, o que, dividido pela tal dezena de épocas, equivaleria aos 40 milhões por ano. Mas o documento sublinha que o valor total do contrato será repartido em “montantes anuais progressivos”. Ou seja, no primeiro ano de vigência do contrato, o Benfica começará por receber um valor presumivelmente bastante inferior aos 40 milhões por época.

Os encarnados apenas chegarão a essa verba anual caso, de facto, o vínculo perdure durante 10 anos para, nesse caso, perfazer a tal média de 40 milhões de euros por cada época desportiva. Mas quanto começarão por receber, afinal? É uma das coisas que poderemos ficar a saber a 10 de dezembro, dia em que a NOS e o Benfica vão realizar uma conferência de imprensa, para prestarem “esclarecimentos adicionais”.

Segundo fonte associada ao processo, o Benfica e a NOS vão “sentar-se à mesa” de três em três anos para acordarem a renovação do vínculo.