O PSI 20, principal índice da bolsa portuguesa, encerrou hoje a subir 1,65% para os 6.377,43 pontos, impulsionado por uma forte valorização do setor bancário, com o BES a liderar ao avançar 14,35%. Dos 19 títulos que compõem o índice – após a saída do Espírito Santo Financial Group (ESFG) – 13 valorizaram, um permaneceu inalterado (Nos) e cinco registaram perdas.

A subida do BES animou o comportamento dos demais títulos bancários: o BCP ganhou 8,76% para 0,11 euros, depois do banco liderado por Nuno Amado ter concluído um aumento de capital de aproximadamente 2,25 mil milhões de euros. No dia de divulgação dos resultados relativos ao primeiro semestre, o BPI avançou 2,81% para 1,46 euros. Também o Banif valorizou 3,45% para 0,009 euros.

O BES beneficiou de notícias que tiveram o condão de entusiasmar os investidores, nomeadamente a entrada no banco de dois acionistas de referência – a Goldman Sachs e a gestora de fundos Desco. Em contrapartida, a Portugal Telecom (PT) liderou as perdas da sessão, desvalorizando 2,37% para os 1,76 euros, impedindo uma subida ainda mais acentuada na Bolsa de Lisboa. As principais praças europeias fecharam em alta ligeira: Paris ganhou 0,16%, Londres 0,04%, Frankfurt 0,20% e Madrid 0,10%.