A Rússia considerou esta segunda-feira que foi alcançado um “certo progresso” nos aspetos discutidos em Berlim no quadro da crise ucraniana, entre os ministros dos Negócios Estrangeiros dos dois países e os homólogos da Alemanha e da França.

De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, ambos os lados se focaram nas formas de travar rapidamente os combates e de estabelecer o controlo da Ucrânia sobre a sua fronteira com a Rússia, na entrega da ajuda humanitária aos civis e no início das negociações de paz.

“Um certo progresso foi alcançado em todos estes pontos”, indicou o ministério em comunicado citado pela agência AFP.

“Decidiu-se continuar o diálogo neste formato, com os seus resultados a produzirem propostas concretas que poderão ser apresentadas para análise dos líderes da Rússia, Alemanha, França e Ucrânia”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O encontro em Berlim foi acordado na sexta-feira, surgindo numa altura em que as tensões entre Moscovo e Kiev se agudizaram perante a decisão da Rússia de tentar entregar o que diz ser um enorme comboio de ajuda humanitária e que as autoridades ucranianas temem vir a ser uma forma de fazer chegar armas aos rebeldes pró-russos.