Oito mil pessoas confirmadas através das redes sociais para um “meet” no Shopping Metrô Itaquera em São Paulo, no Brasil. A somar, um longo historial de encontros do género que acabaram em desacatos. Para evitar confrontos, a gerência do centro comercial decidiu agir e só permitiu a entrada a menores acompanhados pelos pais.

Segundo a assessoria de imprensa do centro comercial ao Globo, a decisão de controlar a entrada foi baseada em “experiências anteriores”. Ainda no início do mês tinha havido um encontro, no Brasil chamado de “rolezinho”, que acabou em desacatos. Em janeiro, um juiz desembargador avisou os comerciantes que não podiam impedir a realização destes encontros mas que deviam tomar as medidas de segurança necessárias.

Neste caso, registado sábado, além da proibição de entrada de menores no estabelecimento comercial, a menos que acompanhados pelos responsáveis legais, foi instalada uma barreira entre o centro comercial e a saída do metro onde seguranças controlaram a circulação de jovens Lojistas informaram que a concentração de pessoas do lado de fora do shopping foi acima do normal.