A morte de três crianças e a inundação de 944 casas é o balanço das fortes chuvas que atingiram a região de Luanda durante toda a manhã de terça-feira.

Os dados foram avançados hoje pelo porta-voz do comando provincial de Luanda do serviço de proteção civil e bombeiros, Faustino Minguenje.

As chuvas que tiveram início por volta das cinco da manhã de terça-feira prolongaram-se até ao fim da manhã, tendo provocado igualmente deslizamentos de terras.

Segundo o responsável, as mortes ocorreram no distrito urbano do Sambizanga, quando crianças entre os sete e 12 anos tomavam banho num charco provocado pelas chuvas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Faustino Minguenje adiantou igualmente que das 944 casas inundadas, 78 correm o risco de ruir, sublinhando que ficaram também alagadas uma escola, uma creche, dois centros de saúde e várias ruas.

O responsável acrescentou que continuam os trabalhos de sucção das águas em vários municípios de Luanda, mas a realização dessa ação tem sido dificultada em algumas zonas devido à localização de algumas casas.

O porta-voz do comando provincial de Luanda do serviço de proteção civil e bombeiros disse também que por causas das enormes quantidades de lixo, algumas valas de drenagem de água encontram-se cheias e sem poder dar vazão das águas, com probabilidade de escoamento para as residências vizinhas.