A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou uma resolução onde pede a Israel que pague 850 milhões de dólares ao Líbano, para compensar um grande derrame de petróleo provocado pelos israelitas durante ofensiva ao Líbano para combater o Hezbollah em 2006.

As Nações Unidas já tinham pedido a Israel que compensasse o Líbano mas esta é a primeira vez que coloca um valor para essa compensação.

A resolução foi aprovada com 170 votos a favor e seis contra, no entanto as resoluções das Nações Unidas não têm valor legal, logo não são vinculativas.

O derrame foi provocado quando um grupo de caças israelitas atacou uma refinaria, libertando 15 mil toneladas de petróleo no Mediterrâneo.

A resolução qualifica o derrame como um “desastre ambiental”.