Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um comandante do Hamas foi morto esta quarta-feira na Faixa de Gaza após confrontos com as forças armadas israelitas, os maiores desde o cessar-fogo de agosto, noticia a Bloomberg. Um atirador furtivo palestiniano terá disparado sobre militares israelitas que patrulhavam a fronteira com a Faixa de Gaza. As forças israelitas responderam ao ataque com tanques e raides aéreos, segundo um comunicado do Exército israelita.

Um soldado ficou gravemente ferido, e os agricultores do sul e Israel foram mandados sair da área para a sua própria segurança até aviso em contrário. As autoridades temem que do lado dos palestinianos haja uma nova reação com disparos de rockets. “A nossa política é clara – uma resposta determinada e agressiva a cada tentativa de abalar a paz no sul”, afirmou o primeiro-ministro israelita em comunicado, citado pela Bloomberg.

Do lado palestiniano, a resposta surge com um tom semelhante: “O que aconteceu hoje é uma intensificação séria e crítica por parte dos ocupantes israelitas”, diz o Hamas. Tayseer Sumeiri, um comandante do Hamas, foi morto no ataque, confirma o grupo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR