Portugal registou, no acumulado entre janeiro e outubro de 2014, um défice comercial de 8,8 mil milhões de euros nas trocas internacionais de mercadorias, o quinto maior da União Europeia (UE), divulgou hoje o Eurostat.

O défice comercial de 8,8 mil milhões de euros até outubro representa mais 800 milhões de euros do que o saldo negativo entre exportações e importações registado no mesmo período de 2013 (8 mil milhões).

Por Estados-membros, entre os 28, os países com maiores défices comerciais continuam a ser o Reino Unido (114,5 mil milhões de euros), França (60,5 mil milhões), Espanha (21,5 mil milhões), Grécia (17,4 mil milhões) e Portugal (8,8 mil milhões).

Em sentido contrário, a Alemanha mantém o maior excedente comercial, de 183,6 mil milhões de euros, seguida da Holanda (50,6 mil milhões), da Itália (33,6 mil milhões), da Irlanda (29,2 mil milhões) e da República Checa (14,1 mil milhões).

O Eurostat divulgou também hoje a primeira estimativa do comércio internacional para novembro, estimando que a zona euro tenha registado nesse mês um excedente comercial de 20 mil milhões de euros face ao resto do mundo, acima dos 16,5 mil milhões de euros de novembro de 2013.

Já na UE, o excedente comercial foi de 10,1 mil milhões de euros, bem acima dos 2,5 mil milhões de euros registados em novembro de 2013.