Chocolate

A última moda: snifar chocolate

1.313

Há uma nova forma de consumir chocolate: snifando-o. Surgiu na Bélgica, por um mestre chocolateiro, depois de ser desafiado a criar algo original para o aniversário dos membros dos Rolling Stones.

Quem já provou garante que o chocolate, assim, dá enorme energia

AFP/Getty Images

Autor
  • Miguel Santos Carrapatoso

O chocolate pode até estar a esgotar, mas há quem não se canse de inventar novas formas de o consumir. Na Bélgica, um mestre chocolateiro criou um dispositivo que permite snifar chocolate. Sim, leu bem. Há quem esteja a consumir chocolate pelo nariz.

A ideia surgiu na Antuérpia, quando Dominique Persoone, mestre chocolateiro na “The Chocolate Line”, foi desafiado a produzir algo original para a festa de aniversário de Ronnie Wood e Charlie Watts, guitarrista e baterista dos Rolling Stones, respetivamente, como conta o The Independent. Persoone, então, decidiu criar uma máquina que permitisse snifar chocolate. A moda fez tanto sucesso na Bélgica que Maria Jean Dunsdon decidiu levá-la para Vancouver, Canadá, onde tem uma loja de doces.

“Dei por mim em Antuérpia, num sítio fantástico chamado “The Chocolate Line”, onde inventaram o chocolate ‘cheirável’. Comprei uma data deles e trouxe-os para casa. Quero ver as pessoas a cheirar chocolate na minha loja de doces”, afirmou Maria Jean Dunsdon, ao jornal local The Province.

O Chocolate Shooter – nome do dispositivo – promete dar “uma explosão de prazer” a quem o utilize. Mas o que diz quem já experimentou? Nick Eagland, jornalista do The Province, garante que é delicioso. O jornalista decidiu documentar a sua experiência em vídeo, antes de escrever o artigo sobre o aparelho. Pode ver as imagens do momento aqui:

“Não sei se foi do desconforto de meter alguma coisa pelo meu nariz acima ou a sensação do chocolate a derreter no meu cérebro, mas eu senti uma dose intensa de energia, como se um grande pedaço de chocolate tive sido atirado contra a minha cara”, descreveu o jornalista ao Independent. Ainda assim, cheirar chocolate, não deve tornar-se um hábito, alertou Nick Eagland.

Mas não há bela sem senão: a nova moda pode ser muito prejudicial para os pulmões, afirmou o médico Daniel Rutherford ao mesmo jornal. Quem “cheirar” chocolate ou qualquer outro pó “está a pedir para ter problemas”, avisou Rutherford. Além disso, o método é inútil, considera.

“Se cheirares uma quantidade modesta [de chocolate], o produto vai-se misturar com o muco nasal e vai ser engolido pela garganta, em vez de ir direto para o cérebro. Por isso, mais vale comê-lo normalmente”, sugeriu.

Apesar das dúvidas que subsistem em relação aos efeitos nocivos desta nova moda, os criadores do Chocolate Shooter garantem que se basearam em estudos recentes que demonstram o “quão importante é o nosso nariz para o paladar”. E os fãs da nova moda parecem concordar: em todo o mundo, já foram vendidos 25 mil Chocolate Shooter.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
FC Porto

João Félix (e youth league) /premium

João Marques de Almeida
145

Uma mensagem para todos os portistas. Vamos dar os parabéns ao Benfica, esquecer os árbitros, ganhar ao Sporting na final da Taça e apostar nos nossos jovens jogadores nas próximas épocas. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)