A bactéria legionela, que causou mais de uma dezena de mortos no final de 2014, foi encontrada nas canalizações do Hospital de Bragança. Apesar de todas as medidas já estarem a ser tomadas para garantir a segurança dos doentes ainda «não foram registados casos de doença», conforme garantiu o hospital.

«Na sequência da monitorização periódica efetuada regularmente à qualidade química e biológica da água, foi identificada na última avaliação, ontem, dia 5 de fevereiro, na Unidade Hospitalar de Bragança, a presença de Legionella pneumophila serotipo 1», conforme refere a nota enviada pela Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, divulgada pela TSF.

Como medida de segurança a direção do hospital recomendou aos serviços que não usem os chuveiros por causa do vapor, mas já se encontra a tomar as medidas necessárias para desinfetar a água.

Em abril e junho de 2011, uma situação semelhante tinha sido detetada na canalização de uma ala do quarto piso do edifício. Nessa altura três pessoas foram infetadas, duas acabaram por morrer.