O hospital Amadora-Sintra vai ter um novo diretor clínico após a demissão de 28 dos 33 diretores de serviço que, entre outros motivos, dizem discordar da atual direção, disse à Lusa fonte oficial.

Fonte do Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora, referiu que o diretor clínico, o médico gastroenterologista Nuno Alves, apresentou a demissão do cargo, estando previsto para quarta-feira o anúncio da nova direção clínica da unidade hospitalar.

Além da renúncia de Nuno Alves, 28 dos 33 diretores de serviço pediram a demissão, estando previsto que na quarta-feira se reúnam com o conselho de Administração do hospital.

Os diretores de serviço demissionários explicaram as razões da tomada de posição numa carta enviada ao conselho de administração.

De acordo com a TVI, que hoje avançou com a notícia da demissão dos diretores de serviço, a carta foi também enviada ao ministro da Saúde, Paulo Macedo, e ao bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva.