Hospitais

Hospital Amadora-Sintra terá novo diretor clínico após demissões em bloco

O hospital Amadora-Sintra vai ter um novo diretor clínico após a demissão de 28 dos 33 diretores de serviço que, entre outros motivos, dizem discordar da atual direção, disse à Lusa fonte oficial.

O hospital Amadora-Sintra vai ter um novo diretor clínico após a demissão de 28 dos 33 diretores de serviço que, entre outros motivos, dizem discordar da atual direção, disse à Lusa fonte oficial.

Fonte do Hospital Fernando da Fonseca, na Amadora, referiu que o diretor clínico, o médico gastroenterologista Nuno Alves, apresentou a demissão do cargo, estando previsto para quarta-feira o anúncio da nova direção clínica da unidade hospitalar.

Além da renúncia de Nuno Alves, 28 dos 33 diretores de serviço pediram a demissão, estando previsto que na quarta-feira se reúnam com o conselho de Administração do hospital.

Os diretores de serviço demissionários explicaram as razões da tomada de posição numa carta enviada ao conselho de administração.

De acordo com a TVI, que hoje avançou com a notícia da demissão dos diretores de serviço, a carta foi também enviada ao ministro da Saúde, Paulo Macedo, e ao bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)