Se é daquelas pessoas que não consegue segurar um “OH!” cada vez que vê pandas bebés no ecrã do computador/smartphone/tablet, prepare-se: estas doses diminutas de comida vão ser a coisa mais fofa que viu hoje. Tudo começou no Japão e é de lá que vem o nome. Kawaii significa “fofo” e uma breve pesquisa no Google Images por “kawaii food” sugere, por exemplo, centenas de ilustrações de sushi, hambúrgueres ou gelados com olhinhos amorosos. As esculturas minúsculas de comida são uma prática antiga e comum. A grande novidade, no entanto, é transformá-las em pratos comestíveis, isto é, doses mini, cozinhadas no momento com ingredientes reais.

A febre pelo kawaii cooking tem ganho temperatura — e visualizações no YouTube — nos últimos tempos, como é referido neste artigo da Time. Um desses casos é o canal Miniature Space que, há dois meses, começou a publicar vídeos detalhados e apetecíveis de kawaii show cooking. Nesta sessão em baixo, as mãos cirúrgicas do autor mostram como fazer sushi em tamanho XXXXS.

Já neste vídeo aqui, o cozinheiro dedica-se a fritar batatas — um louvor à sua paciência.

Outro canal de Youtube, o AkemeruKawaii, dedica-se às miniaturas falsas há três anos. Esculturas em miniatura, saliente-se, já que esta senhora já fez sapatos, sets de maquilhagem, árvores de Natal, embalagens de Cheetos e tostas com Nutella. Recentemente decidiu aproveitar as suas capacidades para criar estes tais pratos comestíveis. Aqui ensina como fazer pequenos tacos — sempre com as unhas devidamente adornadas para a filmagem.

https://www.youtube.com/watch?v=BCQvWZjfCXk

O que torna esta prática tão bem sucedida — além da fofura, claro está — é o tipo de utensílios usados para cozinhar. Alguns deles são objetos vintage, descontinuados e de coleção. Por isso, se guardou aquele mini-bule com que costumava servir chá às Barbies, aproveite para fazer parte da comunidade kawaii.