O presidente sírio, Bashar Al-Assad está aberto ao diálogo com os Estados Unidos, revelou o próprio numa entrevista quinta-feira à cadeia norte-americana CBS.

O presidente sírio impõe, contudo, que o diálogo terá de estar assente “no respeito mútuo” e garantiu não ter existido até agora qualquer contacto com os norte-americanos.

“Como essencial, na Síria podemos dizer que todo o diálogo é algo positivo”, explicou Bashar Al-Assad ao jornalista Charlie Rose, em excertos da entrevista que vai para o ar no domingo no programa “60 Minutes”. Quando questionado sobre as relações entre a Síria e os Estados Unidos, Bashar Al-Assad garantiu não haver contacto direto.

Responsáveis do Departamento de Estado disseram recentemente que o Presidente sírio não fará parte da solução para o conflito no país que já entrou no quinto ano, mas admitiram a possibilidade de alguns responsáveis do seu governo integrarem o processo.