Cerveja, mini ou imperial. O gosto é comum a grande parte da população, mas como será que é produzida a bebida fria de sabor amargo e com espuma brilhante? Para responder a esta pergunta visitámos a cervejeira de Vialonga, integrada na Sociedade Central de Cervejas e Bebidas.

Os meses mais quentes (junho, julho e agosto) são aqueles em que o volume de produção é maior. No verão, a fábrica que produz sobretudo cerveja da marca Sagres pode chegar a ter 300 trabalhadores quase 24 horas por dia, 7 dias por semana. Novembro, dezembro, janeiro e fevereiro são os meses mais fracos. No total, a cervejeira de Vialonga produz cerca de 3 milhões de hectolitros de cerveja por ano. Até chegar ao copo, à garrafa ou à lata, a cerveja passa por várias fases. Conversámos com o responsável em cada uma delas.

  • Primeiro, os ingredientes

[jwplatform v9qiFtQl]

  • A cevada transforma-se em malte através de três processos: molha, germinação e secagem. É aqui que se inicia a produção de cerveja.

[jwplatform BgfzsuaV]

[jwplatform LdmLN4S3]

  • Depois de o malte estar seco vai ser moído. É a fase também da filtração do mosto e da adição do lúpulo — a propriedade que dá o sabor amargo à cerveja.

[jwplatform hpZHP7Fv]

  • Análises. No laboratório recebem amostras de mosto ou de outras partes do processo para perceber se está tudo dentro dos parâmetros médios de amargor ou de estabilidade da espuma, por exemplo.

[jwplatform 4e8F1jnu]

  • Prova de análise sensorial. Os provadores avaliam a qualidade das cervejas. As provas são diárias, com 9 provadores de cada vez. E como é que se forma um provador de cerveja?

[jwplatform dnffQzwK]

  • As inúmeras garrafas, latas ou barris estão prontos para a última fase: o enchimento.

[jwplatform j1p9LMmZ]