O fotógrafo francês Réhahn está de regresso ao Observador, desta vez para mostrar os rostos que encontrou durante as suas viagens em Cuba. Visitou de Havana até Baracoa e em todos os locais decidiu fotografar pessoas, os rostos emblemáticos do país que agora se começa a abrir ao mundo, sobretudo depois do reatar de relações diplomáticas (e comerciais) com os EUA.

E encontrou muita da identidade cubana nos sorrisos e nos charutos que marcam as imagens.

Mas os Sorrisos Escondidos que desvendou no Vietname não ficaram esquecidos: Réhahn vai expor mais fotografias do projeto num evento entre 16 e 28 de maio na Casa da Ásia, em Barcelona. Até lá, conheça o site e o Facebook do artista.

PosterExposicion