O aviso chegou de Angela Merkel e de François Hollande: a Grécia tem até ao final do mês de maio para chegar a um acordo com os credores. Os líderes europeus adiantaram que vão informar Alexis Tsipras desta decisão durante a Cimeira Europeia que se realiza no final desta semana em Riga, na Letónia.

A chanceler alemã e o presidente francês pediram ainda que houvesse rapidez nas negociações, para que o impasse sobre o financiamento do país acabe o quanto antes. As declarações foram proferidas esta terça-feira, em Berlim, e citadas na Bloomberg.

“Esperamos que seja alcançado um progresso decisivo no fóruns que interessam, especialmente no Grupo de Bruxelas”, afirmou Angela Merkel. O presidente francês acrescentou que é do interesse de todos que a Grécia permaneça na zona euro. “E, por isso, é do interesse de todos que se chegue a um acordo duradouro”, referiu François Hollande.

O presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker também disse, esta terça-feira, que espera que o acordo entre os gregos e os credores seja alcançado, o mais tardar, no início de junho. “O tempo urge”, adiantou François Hollande.

Na segunda-feira, Yanis Varoufakis e Alexis Tsipras afirmaram que as negociações estavam na “reta final”. O vice-presidente da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis avisou que ainda “há muito trabalho a fazer” e Merkel acrescentou que é preciso que as negociações sejam mais rápidas. “Não estão a andar a um ritmo propriamente acelerado”, disse.