562kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Figo já havia denunciado a CONCACAF em abril

Este artigo tem mais de 5 anos

Figo arrasou a FIFA na hora da desistência, mas, em abril, no congresso da CONCACAF, denunciou a "falta de transparência" na eleição. Jeffrey Webb, presidente da CONCACAF, foi detido hoje em Zurique.

"Quando alguns falam e outros são silenciados, a democracia e o futebol perdem.", denunciou Luís Figo no final do congresso da CONCACAF.
i

"Quando alguns falam e outros são silenciados, a democracia e o futebol perdem.", denunciou Luís Figo no final do congresso da CONCACAF.

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for Golden Foot

"Quando alguns falam e outros são silenciados, a democracia e o futebol perdem.", denunciou Luís Figo no final do congresso da CONCACAF.

Vittorio Zunino Celotto/Getty Images for Golden Foot

A desistência de Luís Figo da sua candidatura à presidência da FIFA já se pré-anunciava quando, a 16 de abril, citado pela Reuters, o ex-candidato criticou o que chamou de “falta de democracia” no congresso da CONCACAF que se realizou nas Bahamas. É que o atual presidente da entidade que controla o futebol mundial, Joseph Blatter, foi o único candidato que teve oportunidade de discursar aos presentes. Nenhum dos outros, o próprio Luís Figo, o presidente da Federação Holandesa de Futebol, Michael van Praag — que entretanto também desistiu da sua candidatura –, ou o príncipe da Jordânia Ali bin al-Hussein, o único ainda a concorrer com Blatter, foi autorizado a falar.

Horas antes do congresso, Figo, que já visitara outras confederações em busca de apoios à sua candidatura, publicou na rede social Twitter o discurso do seu comprometimento para com as dez federações da Confederação da América do Norte, Central e Caribe (CONCACAF). Blatter foi quem acabou por cair no goto dos presentes, anunciando, no final, que aquela Confederação deveria ter uma vaga extra no Campeonato do Mundo.

“Quando alguns falam e outros são silenciados, a democracia e o futebol perdem. As eleições são, por definição, um processo democrático. Caso contrário, não são eleições”, afirmou Figo à Reuters. “Eu sou um defensor incondicional da democracia. A democracia é essencial na sociedade moderna. Continuo a acreditar que as eleições da FIFA têm que ser transparentes.”, acrescentou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A sessão tinha por objetivo discutir a ata da reunião anterior, mas durante o evento Blatter recebeu promessas de apoio de todas as federações e o congresso rapidamente se transformou num comício para apoiar o atual presidente da FIFA. Tanto, que houve até quem tivesse rompido com o protocolo e comparado o dirigente suíço de 79 anos a Jesus Cristo. “Os candidatos à presidência da FIFA não foram autorizados a falar no congresso da CONCACAF, mas algumas intervenções de campanha ocorreram sem estar na agenda”, declarou o ex-futebolista português à Reuters.

A minha candidatura à Presidência da FIFA resultou de uma decisão individual, depois de ouvir muita gente relevante...

Posted by Luís Figo on Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

Luís Figo acabaria por desistir um mês depois do episódio nas Bahamas da sua candidatura à presidência da entidade que rege o futebol mundial. O anúncio foi feito na passada quinta-feira, 21 de maio, através de um comunicado enviado à Associated Press, onde Figo se refere à FIFA como sendo uma ditadura: “Testemunhei consecutivos episódios, em todo o mundo, que deveriam envergonhar qualquer pessoa que deseje que o futebol seja livre, limpo e democrático”. As eleições estão marcadas para esta sexta-feira, 29 de maio, em Zurique.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.