O tenista suíço Roger Federer, número dois mundial, apurou-se, esta sexta-feira, para a final de Wimbledon, ao vencer o britânico Andy Murray, em três ‘sets’.

O recordista de vitórias em torneios do ‘Grand Slam’, com 17 títulos, derrotou o terceiro tenista mundial em duas horas e sete minutos, pelos parciais de 7-5, 7-5 e 6-4.

Federer, que vai disputar a sua décima final, marcou encontro com o sérvio Novak Djokovic, número um mundial.