Rádio Observador

Campo de Ourique

Miniaturas? Aqui os bolos são gigantes

5.921

Na nova pastelaria de Campo de Ourique, em Lisboa, há um "natão" em vez do pastel de nata. Todos os bolos, tostas e torradas são em tamanho XXL. Se tem mais olhos do que barriga, leve companhia.

Helena Pereira está sentada na mesa junto à entrada da nova pastelaria de Campo de Ourique. Já lá vão 52 anos que vive no “melhor bairro de Lisboa”, como lhe chama, e nunca viu um negócio como este. Sempre que vai lá lanchar pede um quequezinho de noz. “Quequezinho a favor… é um quequezão”, corrige e com razão.

Na Top XXL, tal como o nome prenuncia, não há miniaturas. Os bolos são gigantes mas o espaço é minúsculo, a fazer lembrar um daqueles cafés na esquina de cada rua onde se toma o café ao balcão depois do almoço. Mas não se deixe enganar. À porta anunciam-se bolos em tamanho familiar. E na vitrine, lá estão eles: mil folhas com cobertura de chocolate ou creme de ovo, croissants, parras, tortas, jesuítas, donuts, palmiers, guardanapos, muffins, bolas de Berlim e até um pastel de nata. Tudo XXL, com preços entre os 2,90 e os 3,80 euros.

top xxl,

Para além dos pastéis de nata gigantes, também conhecidos por “natões”, há um “natão” com recheio de doce de ovos que é um pouco mais alto do que o normal. ©‎ Hugo Amaral / Observador

A ideia foi de Pedro Alegria e Nuno Cardoso, dois sócios a quem o tamanho da pastelaria tradicional nunca satisfez o suficiente. Um paladar insaciável que os levou a arriscar no mundo da restauração com versões grandes destes produtos. “O tamanho é, em média, seis vezes maior do que o normal”, conta Pedro Alegria. Mas não se assuste: pode pedir o bolo cortado às fatias e, se sobrar, ainda pode levar para casa.

top xxl,

Pedro Alegria e Nuno Cardoso já têm vários negócios em Lisboa. O primeiro está ligado aos táxis e o segundo tem uma sapataria em Campo de Ourique. ©‎ Hugo Amaral / Observador

Mas porque nem só de bolos se mata a fome, vêm aí os hambúrgueres e salgados gigantes em meados de agosto. Rissóis e croquetes que vão cativar os mais gulosos com o seu (enorme) tamanho. Até lá, já pode pedir as tostas, bifanas e saladas especialmente pensadas para o almoço e jantar. “Que delícia…”, lê-se nos guardanapos dispostos em cima de cada mesa. E é mesmo.

top xxl,

As tostas também são gigantes. Há tostas de frango, atum e delícias do mar. © ‎Hugo Amaral / Observador

No futuro, os sócios pretendem expandir o negócio para a baixa lisboeta. Atualmente vendem cerca de 60 bolos gigantes por dia mas já sonham com o dia em que chegarão às 100 unidades diárias. E, quem sabe, em que terão um serviço de entregas ao domicílio.

Nome: Top XXL
Morada: Rua Tomás da Anunciação, 1 A (Campo de Ourique), Lisboa
Telefone: 21 821 7133
Horário: De segunda a sábado das 07h00 às 00h00; domingo das 07h00 às 21h00
Preço: 2,90€-3,80€

Texto editado por Ana Dias Ferreira.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)