Dark Mode Wh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

A história do falso emigrante que "enganou" a Internet. Golpe de marketing ou campanha?

Abdou Diouf contou a história de como cruzou o Mediterrâneo através do seu Instagram. Dias depois, descobriu-se que se tratava de uma campanha de marketing para promover um festival de fotografia.

i

Captura de ecrã do Instagram

Captura de ecrã do Instagram

Este é Abdou Diouf. Nasceu numa família pobre em Dakar e, como muitos dos seus contemporâneos vítimas da crise política e da desigualdade social do Senegal, decidiu deixar o país em busca de oportunidades na Europa.

Para isto, teve de viajar até o Marrocos num percurso acidentando, que envolveu uma moto, dois dias de caminhada no deserto, esconder-se no fundo de um camião e até correr das autoridades marroquinas.

Diouf teve depois de pagar cerca de dois mil euros para cruzar o mar Mediterrâneo num pequeno bote insuflável, longe dos olhos das autoridades.

Alguns dias depois, finalmente chegou a Espanha, com sonhos e a esperança de um novo começo.

Após ter sido detido pela polícia algumas horas depois da chegada, foi encaminhado a um centro de acolhimento, onde recebeu os primeiros cuidados. Começava assim um novo capítulo na vida de Diouf.

A viagem de Diouf foi documentada através da sua conta no Instagram e rapidamente conquistou as redes sociais e se tornou manchete em diversos meios de comunicação. A sua história acendeu o debate sobre a crise dos imigrantes no Mediterrâneo, e das mais de 2 mil pessoas mortas apenas este ano ao tentarem atravessar o mar para chegar à Europa, segundo um novo balanço divulgado pela Organização Internacional das Migrações.

No entanto, o detalhe mais surpreendente desta história foi revelado esta segunda-feira pelo jornal Huffington Post: a história de Diouf é falsa e foi criada como campanha de marketing para promover o festival de fotografia Getxophoto, que acontece em setembro na cidade de Getxo, em Espanha, e cujo tema é “Viajar”.

“Foi uma espécie de ‘Guerra dos Mundos’ de Orson Welles, mas ao invés de utilizar o rádio, usamos o Instagram. A conta tinha a intenção de fazer os europeus pensarem nas suas atitudes em relação aos emigrantes que viajam para Europa de África. Tratamo-os como animais e olhando as publicações, há comentários muito racistas. É muito triste”, afirma Tomás Peña, um dos diretores do projeto, à BBC.

A campanha foi realizada pela agência criativa Volga e pelo estúdio Manson. As fotos foram feitas num dia usando apenas um iPhone, nas proximidades da cidade de Barcelona, e foram contratados atores para interpretar os papéis de imigrantes. Coube ao jogador de andebol Hagi Toure dar cara ao papel de Abdou Diouf. O Huffington Post refere que Touré também é um imigrante e vive há 10 anos no país, apesar de não citar o seu país de origem. Dada a repercussão que a campanha teve, Touré teve de mudar a privacidade da sua conta pessoal no Instagram.

“Para ser honesto, não acho que ele [Touré] queira que a sua história seja escutada. Ele só quer viver tranquilamente e continuar a praticar desporto e só quis ganhar algum de dinheiro rápido”, explica Peña ao jornal.

Em entrevista ao jornal El País, Oriol Caba, produtor da agência Volga, justifica o seu envolvimento na campanha ao afirmar que a fotografia tornou-se um eixo essencial quando se fala em viajar e que isto pode ser usado como meio para comunicar outras mensagens. “Se isto é certo para a indústria do turismo – a interminável busca pelas partilhas no século XXI, que adquire ideias pastorais – aplica-se igualmente ao falar sobre o crescente número de emigrantes, cujos trajetos são o resultado da necessidade”, diz.

Sobre as críticas que receberam por “enganar” a Internet, Peña afirma: “Queríamos ajudar. Fizemos isto para uma exposição que está a falar sobre viagens. Tratamos de tocar em algo que está a acontecer cada vez mais todos os dias para que as pessoas pensem a respeito. (…) Estamos a utilizar uma linguagem com os pés no chão, no idioma que todos falamos, que é a Internet”, esclarece.

Na página do Facebook do Festival Getxophoto é possível ver um vídeo com a compilação de todas as imagens criadas para a campanha.

SPOT VIAJES / BIDAIAK / TRIPS 2015Nuevos viajeros que no han elegido desplazarse. Aquí está el spot de Volga para...

Posted by GETXOPHOTO on Miércoles, 29 de julio de 2015

Links promovidos

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.