506kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Em breve, fotografias com reflexos serão coisa do passado

Este artigo tem mais de 5 anos

A Google e o MIT criaram um algoritmo que lhe permitirá, finalmente, tirar boas fotos sem ter de abrir a janela.

Captura de ecrã do vídeo explicativo.
i

Captura de ecrã do vídeo explicativo.

Tianfan Xue / Youtube

Captura de ecrã do vídeo explicativo.

Tianfan Xue / Youtube

Tirar boas fotografias através de uma janela não é tarefa fácil. Sobretudo quando há um reflexo sempre pronto para nos estragar a foto.

Foi a pensar nestas situações que a Google e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) desenvolveram um novo algoritmo capaz de separar a imagem em duas camadas. De acordo com o jornal espanhol ABC, o programa analisa os vários elementos que compõem a fotografia, permitindo depois criar uma imagem perfeitamente nítida e sem reflexos, através da desconstrução da imagem em duas camadas: uma com a própria fotografia e outra com o reflexo.

Este algoritmo pode ainda ter outras aplicações. O vídeo explicativo desta nova tecnologia exemplifica como o algoritmo é capaz de remover outros obstáculos que apareçam na fotografia, tais como gradeamentos, gotas de água, entre outros.

Atualmente, o programa ainda não foi disponibilizado ao público. Mas os investigadores do MIT explicam que, como o processo é “automático”, pode “ser utilizado em dispositivos móveis”. Assim, as fotografias com reflexos poderão, muito em breve, ser coisa do passado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.