Ela não cantava para nós há quatro anos. Deixou-nos expectantes, entregues aos clássicos do álbum “19” e não nos explicou porquê. Mas não, não era um caso de ghosting: afinal, Adele só precisava de algum tempo para se reerguer, deixar o sofrimento com o ex-namorado para trás e olhar para o futuro. Até que, numa sexta-feira, ela entrou no YouTube, sacudiu o pó dos móveis e cumprimentou-nos com o tão aguardado “Hello”:

A Internet retribuiu, mas havia algo de familiar naquela canção — isto é, sem ser o facto de ser uma ode a um amor do passado (afinal o ex-namorado ainda não tinha sido esquecido). É que foi inevitável para alguns ouvir hello e cantar logo a seguir “is it me you’re looking for?”. Lionel Richie veio à baila. O deste lado, o do outro lado e o do lado de fora. Confuso? Veja o vídeo:

Noutro vídeo, é Lionel Richie quem tenta contactar Adele, mas as coisas não correm bem, deixando o cantor sem grande reacção:

Os dois tinham muito em comum, mas as telecomunicações não ajudaram. De qualquer forma, o YouTube avançou para novas aventuras. Ou então não… porque depressa surgiu uma paródia onde alguém promete a Adele que a vai encontrar e matar. Reconhecemos a voz, mas não é Lionel Richie. “I will find you… and I will kill you”. Sim, Liam Neeson, um clássico:

Mas sejamos honestos: já todos tivemos esta sensação de insatisfação com um amor do passado. Deu errado uma vez, quem sabe se mais um ou dois cafés não resolveriam a situação. “Hello”, de Adele, pode ser a banda sonora de muitas histórias românticas por aí. Admita: quantas vezes não se foi deitar a refletir sobre o amor com fones nos ouvidos para protagonizar na imaginação o videoclip de uma canção romântica que assenta na sua história? A diferença é que Adele tem uma série de profissionais à volta dela que lhe mantêm o cabelo esvoaçante, mas controlado; enquanto o vídeo de um comum mortal seria mais… caótico. Veja:

E por falar nos talento dos fãs de Adele que estavam por descobrir até à saída do já clássico “Hello”, que tal este que mostramos aqui?

https://www.youtube.com/watch?v=5rlQ0syoYvI

Apesar da invasão em massa de brincadeiras com a nova música de Adele, já se encontram vozes interessantes que aproveitam “Hello” para se mostrarem. Não é algo estranho na indústria da música, quando os fãs acompanham as estrelas na timidez de um vídeo no YouTube (nunca se sabe quem carrega do “play”, talvez um caça-talentos). Mas “Hello” também mostrou boas mãos: um dos vídeos mostra a obra de arte de Toni Mahfud, que com um lápis de carvão desenha o rosto de Adele como se fosse uma fotografia. Como música de fundo, uma dessas boas vozes que já fizeram covers de “Hello”:

Mas deixemo-nos de coisas sérias: a canção já conquistou o primeiro lugar nas vendas do iTunes e 94 milhões de visulizações no Youtube. Era quase como se nove Portugal e meio decidissem correr para a Internet ouvir músicas de amores desencontrados. Ou então sobre aquelas situações embaraçosas em que os amores se encontram na rua depois de a coisa ter acabado um pouco sem respostas. Se pensarmos bem, a canção de Adele fala de uma conversa entre duas pessoas que se amaram no passado. Para finalizar, vamos imaginar: como seria se esse encontro acontecesse em plena rua? Seria assim: