O ex-ministro Miguel Macedo ficou indignado com divulgação pela CMTV de imagens do seu interrogatório judicial no Ministério Público no âmbito do processo vistos Gold e está a estudar juntamente com o seu advogado que medidas tomar quanto a esta situação inédita.

“Já transmiti ao meu advogado que estava a acontecer essa situação e agora ele fará o que entender sobre essa matéria. (…) Isto nunca tinha visto. Nem sei se é falha, nem sei exatamente qual é o enquadramento disso neste momento. Justamente por isso é que dei conhecimento ao meu advogado. Agora que faça o que entender sobre isso”, afirmou à Lusa o ex-ministro da Administração Interna de Passos Coelho, citado no jornal i.

Macedo foi constituído arguido no âmbito do processo vistos Gold devido a três crimes de prevaricação de titular de cargo político e de um crime de tráfico de influência. Em causa estão alegados atos ilícitos que terão favorecido a rede dos vistos Gold. Estão também acusados o ex-presidente do Instituto de Registos e Notariado (IRN), António Figueiredo, o ex-diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Palos, e ex-secretária-geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes, entre outros.