Facto 1: lavar as mãos é a forma mais fácil e mais barata de prevenir infeções. Facto 2: a urina e as fezes estão carregadas de bactérias. Pergunta: porque é que ainda há pessoas que não lavam as mãos depois de usar os sanitários? Portugal não é dos países piores, com 85% das pessoas a lavarem as mãos depois de irem aos lavabos. Mas da vizinha Espanha não se pode dizer o mesmo: apenas 61% o fazem.

Numa era em que se multiplicam os sabonetes e detergentes que matam 99% dos germes e em que se encontram desinfectantes das mãos por todo o lado por causa da gripe das aves, é difícil perceber como é que apenas 50% das pessoas que responderam ao inquérito na Holanda afirmam lavar as mãos sempre que vão à casa de banho. Por oposição, 96% das pessoas entrevistadas na Bósnia e Herzegovina mantêm esses hábitos de higiene, conforme noticiou o The Independent.

  • Bósnia e Herzegovina (96%), Moldávia (94%), Portugal (85%) e Turquia (85%) estão entre os países na Europa onde as pessoas mais lavam as mãos depois de usar os lavabos;
  • Holanda (50%), Itália (57%), Espanha (61%) e França (62%) estão entre os países na Europa onde as pessoas menos lavam aos mãos depois de usar o WC;
  • De forma geral, uma pessoa em cada três, em todo o mundo, não lava as mãos sempre que usa os sanitários;
  • No ranking mundial, China (23%) e Japão (30%) aparecem em último lugar.

Para o deixar a pensar: sabia que de cada vez que puxa o autoclismo espalha bactérias por toda a casa de banho (vão presas nas pequenas gotículas que se espalham no ar)? Da próxima vez, feche a tampa e lave as mãos. E terá evitado que milhares de bactérias o contaminem a si e aos outros.