Diálogo interreligioso

Papa pede diálogo inter-religioso que leve à paz e justiça no mundo

O papa Francisco pediu hoje aos crentes, numa inédita mensagem vídeo transmitida pela Internet, que rezem por um diálogo inter-religioso, que leve à paz e justiça no mundo.

GIORGIO ONORATI/EPA

O papa Francisco pediu hoje aos crentes, numa inédita mensagem vídeo transmitida pela Internet, que rezem por um diálogo inter-religioso, que leve à paz e justiça no mundo.

“A maior parte dos habitantes do planeta afirma ser crente. Isto devia levar a um diálogo entre as religiões. Não devemos deixar de rezar por isso e colaborar com quem pensa de forma diferente”, disse em espanhol.

Francisco sublinhou que, apesar do “leque” de crenças que coexistem no mundo, “todos são filhos de Deus”.

“Muitos pensam de forma diferente, sentem diferente, procuram Deus e encontram Deus de outra forma. Nesta multitude, neste leque de religiões há uma única certeza: todos somos filhos de Deus”, declarou.

O papa argentino concluiu a mensagem, no vídeo, com um pedido de oração aos crentes, para que se consiga desenvolver o diálogo entre religiões e alcançar a paz.

“Confio em vós para difundir o meu pedido deste mês. Que o diálogo sincero entre homens e mulheres de diversas religiões resulte em paz e de justiça. Confio na tua oração”, afirmou, dirigindo-se diretamente ao espetador.

A gravação de minuto e meio de duração, mostra Francisco a falar para a câmara de forma pausada, quase didática e em espanhol, embora o vídeo tenha legendas em mais dez idiomas para chegar ao maior número de pessoas através da Internet, um espaço que o papa qualificou como um “dom de Deus”, apesar dos riscos.

Também mostra diferentes momentos do pontificado diretamente relacionados com o tema do diálogo inter-religioso, como a viagem papal à Terra Santa em maio de 2014 e a visita ao Muro das Lamentações.

A mensagem do papa é intercalada, no vídeo, com a presença de outros líderes espirituais que manifestam, também em espanhol, a crença “em Deus” e “no amor”, como a budista Rinchen Khandro, o rabino Daniel Goldman, o padre católico Guillermo Marcó e o dirigente islâmico Omar Abbud.

O vídeo termina com a imagem dos objetos de culto das diferentes religiões, como a ‘menorá’ judaica, o terço cristão ou o ‘tashib’ (terço) muçulmano.

“O vídeo do papa”, como foi denominada esta iniciativa, pretende indicar aos fiéis de todo o mundo as intenções de oração para cada mês. Em janeiro, será o diálogo e a paz entre confissões religiosas.

A iniciativa decorre no âmbito do Jubileu da Misericórdia e foi promovida pela Rede Mundial de Oração do papa (Apostolado da Oração), responsável por “rezar e viver os desafios da humanidade que preocupam” Francisco.

O diretor-geral desta instituição, Frederic Fornos, defendeu ser necessário, na atualidade, que “as religiões e as pessoas desejosas de paz, fraternidade e solidariedade no mundo se mobilizem em projetos comuns”.

“O papa propõe todos os meses um desafio da humanidade que implique todo o mundo. As religiões, mais que nunca, têm que mostrar que podem mobilizar-se em conjunto por desafios comuns da humanidade ao serviço da paz”, disse o jesuíta Fornos.

Os diferentes vídeos, a publicar nos próximos meses, vão ser difundidos por diferentes redes sociais que o Apostolado da Oração usa, entre outros canais religiosos.

O projeto foi concebido e executado pela agência La Machi, uma consultora de comunicação.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Diálogo interreligioso

O Papa das Arábias

Khalid Sacoor D. Jamal
198

A verdadeira solidariedade entre os povos é demonstrada pelo abraço caloroso e cúmplice que o Papa e o Imam deram, num gesto de absoluta humanidade, que é também a nossa, sem máscaras nem artifícios. 

Demografia

Envelhecimento e crescimento económico /premium

Manuel Villaverde Cabral

Nada é mais importante para países como Portugal do que o imparável envelhecimento da população e as suas consequências a todos os níveis da sociedade, da saúde ao potencial de crescimento económico.

Crónica

Amorfo da mãe /premium

José Diogo Quintela

O Governo deve também permitir que, no dia seguinte ao trauma que é abandonar a criança no cárcere escolar, o progenitor vá trabalhar acompanhado pelo seu próprio progenitor. Caso precise de colinho.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)