Enquanto deslumbra Hollywood com grandes papéis e termina o curso para ser instrutora de ioga, Emma Watson tem-se afirmado como uma das vozes mais ativas na luta pela igualdade de género. Agora, voltou a surpreender ao criar um clube de leitura feminista. A atriz britânica quer incentivar a leitura em comunidade através de um grupo virtual onde pretende trocar ideias com os seus seguidores sobre obras dedicadas à igualdade de género.

Watson, que ficou conhecida por interpretar Hermione Granger na saga Harry Potter, decidiu avançar com a ideia no passado dia 6 de janeiro e pediu ajuda aos fãs para escolherem o nome do grupo de leitura. “Olá, equipa. Quero começar um clube do livro feminista mas até agora só pensei em nomes como ‘Clube do Livro Feminista’ e ‘Clube do Livro de Emma Watson”, disse no Twitter.

Depois de várias sugestões, Watson elegeu “Our Shared Shelf” como o nome do clube e anunciou que o livro My Life on the Road, da escritora americana Gloria Steinem, seria a primeira obra a ser discutida. A prateleira de Emma Watson está oficialmente aberta no Goodreads e qualquer pessoa pode partilhar ideias com a estrela de Hollywood sem pagar por isso. Basta ler as obras à medida que são sugeridas mensalmente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Deste então, o clube de leitura já tem mais de 76 mil membros e a atriz não esconde o entusiasmo que sente com este novo projeto. “Sempre que for possível espero ter o autor ou outra voz proeminente a participar na discussão sobre o assunto em questão”, explica. “Toda a gente é bem-vinda. Será uma honra”.

Texto editado por Ana Dias Ferreira.