António Costa e Pedro Passos Coelho estiveram reunidos no gabinete do grupo parlamentar do PSD esta manhã. A reunião começou mal terminou o debate quinzenal e as votações.

Durante o debate, o ex-primeiro-ministro questionou Costa sobre o procedimento de défice excessivo e as operações de venda do Banif e Novo Banco.

Costa saiu do gabinete do PSD, porém, sem ser visto pelos jornalistas e, assim, sem responder a quaisquer questões sobre os motivos do encontro.

Poucos minutos depois, o líder do PSD e ex-primeiro-ministro saiu pela porta habitual, enfrentando uma multidão de jornalistas. “Deixem-me passar por favor. Não vou falar aqui nos corredores”, justificou.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta sexta-feira, foi aprovada a lista conjunta do PS e PSD para os dois novos elementos do Conselho de Fiscalização do Sistema de Informações da República Portuguesa (Filipe Neto Brandão, socialista, e António Rodrigues, social-democrata). Tinha que ser aprovada por dois terços e, por isso, obrigou a entendimento entre os dois maiores grupos parlamentares.

Já para o Conselho Superior do Ministério Público, não houve entendimento e houve duas listas alternativas: uma apresentada pelo PS e outra pelo PSD. Foram eleitos três nomes da esquerda (Magalhães e Silva, José António Pinto Ribeiro, João Madeira Lopes) e dois da direita (Castanheira Neves e Barradas Leitão).