O projeto da Coreia do Norte de lançamento de um satélite constitui uma “grave provocação”, afirmou, esta quarta-feira, o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

“Se a Coreia do Norte insistir em realizar o lançamento será uma clara violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU e uma grave provocação”, afirmou, no parlamento, o chefe do Governo japonês.

A Coreia do Norte alertou o transporte marítimo para o lançamento de um satélite entre 08 e 25 de fevereiro, anunciou hoje a Organização Marítima Internacional (OMI).

O anúncio segue-se a rumores sobre a preparação pela Coreia do Norte de um teste de míssil balístico, um novo passo para atingir o seu objetivo de obter mísseis nucleares, em violação de resoluções das Nações Unidas.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Embora Pyongyang insista em que o seu programa espacial tem apenas natureza científica, a comunidade internacional crê que tais lançamentos encobrem testes de mísseis balísticos.

As resoluções da ONU proíbem a Coreia do Norte de utilizar a tecnologia de mísseis balísticos e impuseram sanções desde dezembro de 2012.

Em preparação está uma nova resolução para um reforço das sanções após o anúncio de Pyongyang a 06 de janeiro do seu quarto ensaio de uma bomba nuclear.