Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Foi divulgado esta terça-feira o programa completo do Festival Literário da Madeira, que irá decorrer entre 11 e 16 de abril. A fechar a edição deste ano, que terá como tema “Falsidade e Verdade na Ficção Literária”, estará Lídia Jorge, autora de vasta obra e amplamente reconhecida. A escritora estará à conversa com Luís Caetano, numa sessão que terá como argumento a frase “um grande livro nem sempre tem atrás de si as mãos de um grande homem”.

A sessão de abertura do festival está marcada para o dia 13 de abril e contará com a presença de Francesco Valentini, diretor-geral da editora Nova Delphi, de Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal do Funchal e de Eduardo Jesus, Secretário Regional da Economia, Turismo e Cultura. Mas dia 12 já haverá conversa. Às 18h, subirão ao palco do Teatro Municipal Baltazar Dias os autores Sandro William Junqueira, Graça Alves, Carla Maia de Almeida e Gabriela Ruivo Trindade para discutirem porque “todas as crianças do Mundo devem ser concebidas como serem nascidos para ler”. No dia seguinte, será a vez de Mia Couto.

Entre os dias 11 e 16 de abril, passarão pelo Festival Literário da Madeira cerca de 60 participantes (escritores, ilustradores, moderadores, músicos e atores), como os ativistas Samar Yazbek e Rafael Marques, Tabish Khair, Ondjaki, Bruno Vieira Amaral e Francisco José Viegas. O programa inclui encontros, muitas conversas, debates e espetáculos. E pode ser consultado aqui.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR